domingo, outubro 16, 2005

Gatinhos pedem que comente miau miau obrigada!





Forma de Inocência
Hei-de morrer inocente
exactamente
como nasci.
Sem nunca ter descoberto
o que há de falso ou de certo
no que vi.
Entre mim e a Evidência
paira uma névoa cinzenta.
Uma forma de inocência,
que apoquenta.
Mais que apoquenta:
enregela
como um gume
vertical.
E uma espécie de ciúme
de não poder ver igual






Obrigada por ter tido 2000

visitas hoje

coloquei poemas de António Gedeão,

pseudónimo de Rómulo de Carvalho, nasceu em Lisboa em 1906 e faleceu na mesma cidade em 1997.



Fala do Homem Nascido

Venho da terra assombrada,
do ventre da minha mãe;
não pretendo roubar nada
nem fazer mal a ninguém.
Só quero o que me é devido por me trazerem aqui,
que eu nem sequer fui ouvido
no acto de que nasci.

Trago boca para comer
e olhos para desejar.
Com licença, quero passar,
tenho pressa de viver.
Com licença! Com licença!
Que a vida é água a correr.
Venho do fundo do tempo;
não tenho tempo a perder.

Minha barca aparelhada
solta o pano rumo ao norte;
meu desejo é passaporte
para a fronteira fechada.
Não há ventos que não prestem
nem marés que não convenham,
nem forças que me molestem,
correntes que me detenham.
Quero eu e a Natureza,
que a Natureza sou eu,
e as forças da Natureza
nunca ninguém as venceu.
com licença! Com licença!
Que a barca se faz ao mar.
Não há poder que me vença.
Mesmo morto hei-de passar.
Com licença! Com licença!
Com rumo à estrela polar.





11 comentários:

Drika disse...

Gostaria de morrer como nasci, inocente....acho que vai ser meio difícil,já passei por tanta coisa que acho que não conseguirei ficar incólume.....adoro vir aqui...beijokas ....boa semana pra ti....

taliesin disse...

´Bom dia minha amiga, gostei desse texto q vc colocou aki e parabens pelas 2000 visitas, logo estaremso comemorando as 5000, 10000 e assim por diante

Angel disse...

Que lindo!! Adorei o poema :)
Aldora querida...mais uma conquista!! Fico feliz por vc, por ver seu esforço reconhecido e a sua realização num blog tão lindo como este!! :)
Uma boa semaninha para vc querida...tudo de bom :D

Cristina Gusmão disse...

Oi! Obrigada pela visita. graças a Deus agora está tubo bem com minha sobrinha. Obrigada pelo carinho. Mil beijinhos

Janaina disse...

Olá Aldora,parabéns pelo destaque no Gifs pra Vc e tbm pelas 2000 visitas!Adorei conhecer seu cantinho achei lindo e tbm adoro gato,amei o poema eh mto bonito!Te desejo uma linda semana!Beijokas!

Regina disse...

Querida Aldora! Tudo bem com vc? Obrigada pelas suas doces palavras no meu blog, vc sempre muito gentil. Uma semaninha abençoada e cheia de alegrias. Um beijo carinhoso. Regina

kaldinhas disse...

Muitas mais visitas hão-de vir,o teu carinho é enorme.Sabes receber bem,és uma boa anfitriã.
Deste poema,só posso dizer que é muito bonito.Fizeste mais uma boa escolha.
Beijinhos

http://kaldinhas1.blogs.sapo.pt/ disse...

Voltei:-)
Não tinha visto o poema de cima.Tal como na do nascimento,acho que na hora da morte,também temos esse sentimento de inocência.
+ beijinhos e uma boa semana

ANGEL disse...

Parabéns pelo destaque no Giffs para você , Bem merecido uma ótima semana fica com DEUS.

=^.^= Bicho Doido =^.^= disse...

Oi, garota!
Amei seu cantinho. Me diga quem é esse gatuxo fofo de olhões brilhantes. Ele é muito fofo!!!!
Gostaria de lhe convidar para visitar meu blog (www.kitblog.net/bichodoido) e lhe oferecer meu award.
Tenha uma linda semana!
Beijinhos,
=^.^= Bicho Doido =^.^=

Regina disse...

Querida Aldora!
Deus me deu Você para inspirar-me a ser o melhor que eu possa, para mostrar-me a importância da verdade e da alegria de oferecer meu coração ao conforto de um outro coração.
ELE me deu Você, porque tinha um plano:
Fazer-me feliz!!!
Tenha um lindo dia!
Um beijo carinhoso
Regina