terça-feira, novembro 15, 2005

Hoje quero escrever sobre um assunto me deixa perplexa e se passa em França, penso que sempre ouve pessoas revoltadas com o estado (poder), neste país então que é profícuo em casos da história universal, por exemplo, como quando correram com os Luíses onde sob o absolutismo de Luís XVI, dos Bourbon, domina a desigualdade civil e uma profunda crise financeira, cujo resultado foi o descontentamento da maioria da população contra os privilégios da alta burguesia, nobreza e clero. Depois a comuna de Paris, sempre ouve lutas por causa da desigualdade e tudo por que uns tem mais que outros, hoje os que tem menos por obra do destino, são de outras etnias, de outros lugares, também porque hoje é mais fácil as pessoas se deslocarem, para procurem melhores condições de vida, o que nem sempre acontece, aí é maior a revolta, não encontrarem aquilo que pensavam ser fácil alcançar, penso que também os meios de comunicação social conseguem, o que no séculos passados não acontecia, na hora se sabe o que está acontecer em qualquer parte do mundo. Imaginemos a Maria Antonieta a ser guilhotinada em directo na televisão, o impacto que não teria. Será que a história não se está sempre a repetir, ora tudo mais ou menos calmo, ora os mais desfavorecidos se revoltam contra o poder.
Agora há carros para poderem pegar fogo, há cerca de três séculos os franceses demoliam a Bastilha, símbolo do poder absoluto.
Custa muito para quem trabalha ver o seu carro arder, mas o que está no fundo das desigualdades? não serão abrangentes mesmo além fronteiras, se os que por questões de fome emigraram, para países que eles pensavam ser o paraíso, tivessem nos seus próprios países condições de vida iguais aos do mundo dito desenvolvido. É verdade que esta Europa envelhecida precisa de imigrantes, mas também é verdade que não tem capacidade para integrar tantos que lhe batem à porta. Os imigrantes certamente não iriam procurar outras paragens se não tivessem guerras inúteis, como em Africa e outros lugares, se os dirigentes do terceiro mundo investissem as ajudas recebem na agricultura e pesca e industria, para terem e oferecer aos seus cidadãos um melhor nível de vida, nessa altura, talvez as posições se invertessem e fossem os agora mais ricos a ter de imigrar por exemplo, para Africa a fim de tentarem melhores condições de vida, sim por que ninguém deve dizer “desta água não beberei”.
Este é o meu ponto de vista sobre as guerrilhas urbanas, ninguém tem culpa do lugar onde nasceu.
Porque não podemos viver no lugar que sempre sonhámos e onde gostaríamos?
Quantos morrem todos os dias a atravessar os oceanos, para ir para o que pensam ser o seu futuro melhor?
África ficou de fora da globalização. É uma espécie de continente pária à espera de salvação. Vítima de si próprio, por não poder/saber organizar-se e tirar partido dos muitos e poucos recursos. Vítima da desertificação, da fome e da ignorância. Vítima de perseguições políticas e étnicas. Vítima também da cobiça interna e externa de quem apenas abre os olhos ao petróleo e aos diamantes e esquece as populações deserdadas. Não admira assim que tantos e tantos refugiados surjam de cara esmagada nas barreiras da fortaleza europeia. Não admira que muitos não tenham medo de morrer e se recusem a sobreviver na submissão e na indigência. Eu odeio violência, não posso de maneira nenhuma estar a favor da violência que se tem dado ultimamente, mas reconheço que algo está errado desde o início. A ajuda humanitária é um socorro precário. São precisas "canas de pesca" para que os africanos pesquem o seu próprio peixe. Este foi o meu comentário de hoje, às vezes também e preciso pensar nas coisas sérias.

15 comentários:

Quico disse...

Mas que confusão! Então não é que estava a ler a tua visão dos problemas da França e fui colocar o comentári na lenda chinesa? Vê lá se metes a Fofinha sem tirares o Charly, OK? Bjs.

tuxa disse...

OI QUERIDA
SUBSCREVO TUDO QUE FALOU SOBRE O QUE SE TÁ PASSANDO...SÓ ACRESSCENTO QE ACHO QUE O MUNDO MAIS QUE DOENTE JÁ ESTÁ MORIBUNDO...A GENTE SÓ VÊ COISA FRUTO DE UMA SUBVERESÃO DE VALORES ENORME...NÃO SEI ONDE IREMOS PARAR NÃO...
BJ EM SEU CORAÇÃO

Viver...é chegar onde tudo começa!
Amar... é ir onde nada termina!
Viva...como se fosse cedo!
Reflita...como se fosse tarde!
Sinta o que vc diz... com carinho!
Diga o que vc pensa... com esperança!
Pense no que vc faz...com fé!
Faça o que vc deve fazer...com AMOR
Querida tenha uma linda quarta feira

Marukinhos disse...

Daki a poko não saberemos mais onde que é melhor, se dentro ou fora do proprio país.
Otimo post Aldora, sempre bom colocar o que se pensa.
Beijão um linda semana!

Beth disse...

Fiquei curios para conhecer o blog da pessoa quem fez aquele presentinho pra Máris. Que lindo que ficou. Obrigada pela visita e pelo carinho. Volte sempre. Parabéns adiantado ao seu marido. Beijos.

Máris disse...

Passanto pra te agradecer. Adorei o presente. Estou feliz por todo esse carinho que tenho recebido. Obrigada Aldora. Bjs mil!! Boa noite!! Máris

tuxa disse...

Foi aqui que encomendaram???

...........|""""""""""""""""""""""""||_
...........|.........*CARINHO*.........|||"|""__
...........|________________ _ |||_|___|)
...........!(@)'(@)""""**!(@)(@)***!(@)''

...........|""""""""""""""""""""""""||_
...........|.........*ALEGRIA*..........|||"|""__
...........|________________ _ |||_|___|)
...........!(@)'(@)""""**!(@)(@)***!(@)''

...........|""""""""""""""""""""""""||_
...........|.............*AMOR*..........|||"|""__
...........|________________ _ |||_|___|)
...........!(@)'(@)""""**!(@)(@)***!(@)''

Entrega feita !!!
OI MINHA LINDA PASSANDO PRA DAR BOA NOITE RSSSSS ESPERO QUE ESTEJA BEM...
VI MEU OUTRO COMENTÁRIO E REPAREI QUE TÁ TUDO MAL ESCRITO RSSSS EU QUERIA DIZER SUBVERSÃO DE VALORES KKKKK MINHA NOSSA ÀS VEZES O PENSAMENTO ROLA MAIS RÁPIDO E TROPEÇAMOS NO TECLADO RSSSS
BJ EM SEU CORAÇÃO
PS-AMAMHÃ OU AINDA HJ VAI SER DESTAQUE EM MEU CANTINHO BJSSSSSS

kaldinhas disse...

Olá Aldora,amiga:-)

Bom tema para nos fazer pensar.A ajuda humanitária é uma gota no oceano.Quem dá,não pode dar sempre,mas quem precisa, precisa sempre.Já alguém um dia disse,não lhes dêem peixe,ensinem-nos a pescar.
Quanto ao que se passa em França.Há muito interesses por trás.Há poderio a explorar quem não tem nada para fazer estas barbaridades.
Gostei das almofadinhas dos gatinhos no rato:-)
Eu vejo bem o meu relógio,vejo sempre a boneca.Lá estás tu e o batráquio a darem-se mal rsrs.
Beijocas grandes

Regina disse...

Querida Aldora!
Tudo bem com vc? Comigo tudo em paz, apesar de uma gripe danada que me atacou, mas jé estou ficando melhor. Seu post mostra a realidade que estamos vivendo. Por isso temos que nos apegar a Deus. Existe muita violência e injustiça. Adorei a musica, é linda! Bom restinho de semana.
Um beijo carinhoso.

taliesin disse...

Realmente o q aconteça na França é algo muito louco, essa violencia é absurda, nas redes de TV daki é recorrente eles perguntares onde esta as tres palavras q representam o ideal da republica francesa, Igualdade, Liberdade e Fraternidade, isso tudo é muito triste, e mostra como o homem vive num mundo muito triste.
Beijos

taliesin disse...

Realmente o q aconteça na França é algo muito louco, essa violencia é absurda, nas redes de TV daki é recorrente eles perguntares onde esta as tres palavras q representam o ideal da republica francesa, Igualdade, Liberdade e Fraternidade, isso tudo é muito triste, e mostra como o homem vive num mundo muito triste.
Beijos

Jucimara e Itay disse...

Bom dia Aldora, 1º quero agradecer sua amável visita lá em meu cantinho, agora que sei o caminho, sempre estarei aqui, vou te linkar. Quanto a vc ir para o Brasil, apesar de amar tb Lisboa, te dou o maior incentivo, ao menos conhecer, vc não vai se arrepender. O Brasil te espera de braços abertos, além de nós brasileiros ter Portugal bem no coração. Quanto ao post, realemente isso me assusta. Tb por ser brasileira, odeio violência, mas concordo que a desigualdade social é um fato real e triste. Fui secretária do PT e trabalhei tb 7 anos no sindicato dos professores, como secretária, ou seja sou do povo e fico ao lado do povo. Mas, acho que queimando mil, 500 carros do próprio povo é uma maneira arrada de protestar. Temos que dar um basta tanto na desigualdade social, como na violência. E África, ai, ai isso se eu for falar kkkk aqui não terá espaço é um assunto muito complexo. Bem interesante seu post, beijinhos e apareça sempre, tá linda! Beijos nas crianças

VIVI disse...

vim conhecer teu cantinho!muito bons os enfoques que vc dá as coisas.voltarei,com certeza!bjs

O PACIENTE PORTUGUÊS disse...

Em África as populações sofrem e morrem de fome porque têm governantes corruptos que em vez de utilizarem as riquezas dos respectivos países (a maior parte são riquíssimos em matérias-primas) para o seu desenvolvimento,usam-nas para encher os seus próprios bolsos.Por outro lado,os países desenvolvidos enviam ajuda humanitária, mas também são esses países que têm fomentado as guerras no Continente Africano porque a venda de armamento é muito rentável.É caso para dizer que mandam o pão e a espada.Agora estão a braços com o problema da emigração,rebentou-lhes a castanha na boca.BJS.

Selma disse...

Ainda estou na correria,semana que vem espero me normalizar.Beijos com saudade!!!

js disse...

...e como a Africa é rica!... só tem um problema a desigualdade entre ricos e pobres é um bocadinho maior que em Portugal...FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt e http://mprcoiso.blogs.sapo.pt