segunda-feira, novembro 14, 2005

Olá agradeço primeiro ao Taliesin cliquem e vão até lá é um blog diferente, nunca viram nenhum assim.

me fez destaque no seu castelo. Obrigada.

SOGRA


Há muito tempo atrás, na China, uma moça chamada Lili, casou-se e foi viver com o marido e a sogra. Em pouco tempo, Lili descobriu que não ia se dar bem com a sua sogra. Os temperamentos delas eram muito diferentes, e Lili ficava cada vez mais furiosa com os hábitos de sua sogra. Além disto, ela criticava Lili constantemente. Os dias, as semanas, os meses foram passando e Lili e a sogra discutiam e brigavam continuamente.


Mas, o pior de tudo era que, de acordo com antiga tradição chinesa, Lili tinha que se curvar à sogra e obedecê-la em tudo o que ela desejasse. Este comportamento estava causando ao pobre marido um grande stress.

Finalmente, Lili não agüentando mais, decidiu tomar uma atitude. Foi ver o Sr. Huang, bom amigo de seu pai, que vendia ervas. Ela lhe falou sobre a situação e pediu que lhe desse algum veneno para resolver o problema de uma vez por todas. O Sr. Huang pensou por algum tempo e finalmente disse:
- Lili, eu ajudarei você a resolver seu problema, mas você tem que me escutar e obedecer a todas as instruções que eu lhe der.
Lili respondeu:
- Sim, Sr. Huang, eu farei tudo o que me pedir que faça.

O Sr. Huang entrou no quarto dos fundos e voltou após alguns minutos com um pacote de ervas. Ele explicou a Lili:
- Você não pode usar tudo de uma só vez para se libertar de sua sogra, porque isso causaria suspeitas. Eu lhe dou várias ervas que vão lentamente envenenar sua sogra. A cada dois dias prepare alguma carne, de porco ou galinha, e ponha um pouco destas ervas no prato dela. Mas, para ter certeza de que ninguém irá suspeitar de você quando ela morrer, deve ter muito cuidado e agir de forma muito amigável com ela. Não discuta com ela, obedeça-a em tudo e trate-a como se fosse uma rainha.

Lili ficou muito contente. Agradeceu ao Sr. Huang e voltou apressada para casa para começar o projeto de assassinar a sua sogra.

O tempo foi passando, e, cada dois dias, Lili servia a comida, especialmente preparada, à sua sogra. Ela se lembrava do que o Sr. Huang tinha dito sobre evitar suspeitas. Assim ela controlou o seu temperamento, obedeceu à sogra, e a tratou como se fosse sua própria mãe. Depois de seis meses, a casa inteira tinha mudado. Lili tinha controlado tanto o seu temperamento que ela quase nunca se aborrecia.

Nestes seis meses, não tinha tido uma discussão com a sogra, que parecia agora muito mais amável e mais fácil de se lidar. As atitudes da sogra com Lili mudaram, e ela começou a amar Lili tanto quanto à própria filha. Ela revelava aos amigos e parentes que Lili era a melhor nora que alguém poderia achar. Lili e a sogra estavam tratando uma à outra como verdadeiras mãe e filha. O marido de Lili estava muito contente em ver o que estava acontecendo.

Um dia, Lili foi ver o Sr. Huang e pediu-lhe ajuda novamente. Ela disse:
- Querido Sr. Huang, por favor me ajude a evitar que o veneno mate minha sogra! Ela se transformou em uma mulher agradável, e eu a amo como minha própria mãe. Não quero que ela morra por causa do veneno que eu lhe dei.

Sr. Huang sorriu e acenou com a cabeça.
- Lili, não há nada com que se preocupar. Eu nunca lhe dei qualquer veneno. As ervas que eu dei a você eram vitaminas para melhorar a saúde dela. O único veneno estava em sua mente e em sua atitude para com ela, mas isso tudo foi jogado fora pelo amor que você deu a ela.
(Lenda chinesa)

9 comentários:

Ivan disse...

Meu último texto é de interesse geral, por isso, gostaria que fosse lá conferir e deixasse um comentário. Aqui, volto logo logo (obs.: esse meu comentário é padrão, e todos os meus admiráveis colegas blogueiros o receberam como você). Beijo no coração!

Taliesin disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
taliesin disse...

Querida Aldora, eu gosto muito do teu blog, e vc merece o destaque, gostie do texto da sobra bem interessante, e queria pedir esse gif q vc fez achei ele lindo, amei ele.
Beijos querida amiga

nadja disse...

adoradinha vou te enviar um gif fofo de três gatinhos andando de costinhas ...de natal ok!!é fofo ...a tuxinha tem eles de frente vou lá pegarkkkkkkkkkkkkkkkk te enviarei tb ok!!!!!!
.............|.......| Vim te
.............|)......|) deixar
.............|)_....|)_ um beijo
.............|)__..|)__ e um lindo
......('/).|)___|)___ começo de semana!
...("('o').|)________ Muita luz...
...(")(")*|)_________ e muito amor ...
.~.==-,,,,,,,,,,,,,,,,,-==/~.~.~.~.Com carinho
~.~_~....__...__....~_/~.~.~.~.~. £.
otimo feriadinhooooooooo

Tetê disse...

Oi, Aldora!!!
Nossa...essa lenda é um grande ensinamento!!!
Parabéns pelo destaque!!! O blog desse rapaz é realmente diferente de tudo que eu já vi!!!
Bjks e uma boa semana!!!
Tetê

Iara disse...

Oi amiga tudo bem? Adoro o Taliesin ele é uma pessoa bastante docil. Vim agradecer a sua visitinha no Blog Entre Amigos. Volte sempre e parabéns pelo destaque. Beijos.

Ventor disse...

Olá, Charly! O meu Quico tem-me falado de ti e aqui estou eu para te conhecer e, ao mesmo tempo, que te conheço, vou ouvindo um grande amigo meu a que as pessoas chamavam Sinatra. A tua dona tem gostos para a música. Eu nunca esqueço as belezas cantadas pelo Sinatra. O Quico está sempre a dizer-me que gostava de conhecer todos os amigos que vagueiam pela Net. Há pouco voltou ao seu Miradouro de onde via os seus amigos naturais e que foram arredados para a construção de um novo jardim no lugar das barracas onde o abandonaram. Estava muito triste a observar as pessoas que circulavam num mundo que ele nunca imaginou que viesse a existir neste local. Um abraço para ti Charly e um beijinho para a tua dona.

Gir@SOL disse...

Óie, Aldora, voltei!
Amiga, já estava com saudades do meu bloguinho e dos amigos
virtuais, também!
Quero agradecer-lhe pela presença lá no meu bloguinho, e pelas palavras de bênção que subiram aos Céus como uma oração, pois Deus ouviu e me trouxe de volta sã e salva!
Eu continuo sem tempo e estou aproveitando que hoje no Brasil é feriado, para retribuir minhas visitas.
Querida, admiro muito o seu amor pelos gatinhos... a minha paixão são os girassóis e saiba que amei vê-los ilustrando seu post... gatinhos e girassóis se dão muito bem, não acha?
O meu finado e saudoso sogro Alceu sempre me falava sempre Largo da Graça, por isso seu comentário me emocionou... Ele nasceu em Coimbra e era pastor de ovelhas, quando menino...
Bom, desejo que essa semana ainda traga muitas alegrias para você e os seus... e que Deus
diga AMÉM às suas orações!!!
Beijinhos no coração e espero sempre arrumar um tempinho para vir aqui, voar atrás dos seus gatinhos sapecas, que não se cansam de correr atrás dos passarinhos!!!
§º_º§

Quico disse...

Aldora, isso não se faz! Então dizes ao Ventor que vais tirar o Charly para colocar a Fofinha? Mas eles não cabem os dois? Vê lá não tires o meu amigo Charly, está bem? Quanto à questão francesa, já estou farto de ouvir o Ventor e de ver na televisão todas essas misérias. O mundo está todo maluco e as coisas cada vez se complicam mais por isso. Esses putos que se revoltam em França são marionetes de forças obscuras que os revoltam para além dos problemas sociais que têm, o que torna tudo mais fácil. Não te esqueças que o meu amigo Metistófeles, devido à miséria, também fazia revoltar com facilidade os gatos da rua e entre humanos e gatos não há diferença. Somos todos filhos do Senhor da Esfera. Esperemos para ver como tudo isto vai acabar. Bjs.