sexta-feira, dezembro 02, 2005

Fui destaque na Petite Cherie como sempre não sei o que dizer para além de um grande Obrigada. Visite o meu site
Este texto para mim tem um grande significado, porque durante uns anos, 8 horas por dia, eu atendi-a pessoas ao telefone, normalmente reclamando, umas muito zangadas outras, que com a minha conversa acabavam falando calmante comigo, outras muito calmas, que por vezes teriam razões para estar zangadas, pessoas que se cruzavam diariamente comigo, sem nunca me terem visto. Foi uma das muitas profissões que eu tive ao longo da minha vida, com esta aprendi a ter por vezes um grande controle nas minhas emoções e palavras, muita psicologia em fazer alguém que está zangado entender ou simplesmente ouvir.


Atendimento ao cliente Image hosted by Photobucket.com
Alo! é do Sector de Atendimento ao Cliente?
Atendente: boa tarde Senhora, em que lhe posso ser útil?
Cliente: comprei o seu programa AMOR.EXE, mas até agora não consegui instalar. eu não sou técnica no assunto, mas acho que posso instalar com a sua ajuda. O que eu devo fazer primeiro?
Atendente: o primeiro passo é abrir o seu CORAÇÃO. A senhora encontrou seu CORAÇÃO?
Cliente: sim, encontrei. Mas há diversos programas funcionando agora. Tem algum problema em instalar o AMOR enquanto outros programas estão funcionando?
Atendente: que programas estão funcionando, senhora?
Cliente: deixe-me ver... Eu tenho BAIXA ESTIMA.EXE, RESSENTIMENTO.COM, ÓDIO.EXE e RANCOR.EXE, funcionando agora.
Atendente: nenhum problema. O AMOR apagará automaticamente o RANCOR.EXE de seu sistema operacional atual. Pode ficar em sua memória permanente, mas não vai causar problemas por muito tempo para outros programas. O AMOR vai reescrever BAIXA ESTIMA.EXE em uma versão melhor, chamada AUTO ESTIMA.EXE. Entretanto, a senhora tem que desligar completamente o ÓDIO.EXE e RESSENTIMENTO.COM. Esses programas impedem que o AMOR seja instalado corretamente. A senhora pode desligá-los?
Cliente: eu não sei como desligá-los. Você pode me dizer como?
Atendente: com prazer! Vá ao Menu e clique em PERDÃO.EXE. Faça isso quantas vezes forem necessárias, até o ÓDIO.EXE e RESSENTIMENTO.COM serem apagados completamente.
Cliente: O.k.! Terminei! O AMOR começou a instalar-se automaticamente. Isso é normal?
Atendente: sim, é normal. A senhora deverá receber uma mensagem dizendo que reinstalará a Vida de seu coração. A senhora tem essa mensagem?
Cliente: sim, eu tenho. Está completamente instalado?
Atendente: sim. Mas lembre-se: a senhora só tem o programa de modelo básico. Precisa começar a se conectar com outros CORAÇÕES a fim de obter melhoramentos.
Cliente: Oh! Meu Deus! Eu já tenho uma mensagem de erro. Que devo fazer?
Atendente: o que diz a mensagem?
Cliente: diz: "ERRO 412 - O PROGRAMA NÃO FUNCIONA EM COMPONENTES INTERNOS". O que isso significa?
Atendente: não se preocupe, senhora. Este é um problema comum. Significa que o programa do AMOR está ajustado para funcionar em CORAÇÕES externos, mas ainda não está funcionando em seu CORAÇÃO. É uma daquelas complicadas coisas de programação, mas em termos não-técnicos, significa que a senhora tem que "AMAR" sua própria máquina antes que possa amar outra.
Cliente: então, o que devo fazer?
Atendente: a senhora pode achar o diretório chamado "... AUTOACEITAÇÃO?...".
Cliente: sim, encontrei.
Atendente: excelente! A senhora está ficando ótima nisso!
Cliente: obrigada!


Atendente: de nada. Faça o seguinte: clique nos arquivos BONDADE.DOC, AUTOESTIMA.TXT, PERDÃO.DOC, VALORIZE-SE.TXT, e copie-os para o diretório "MEU CORAÇÃO". O sistema irá reescrever todos os arquivos em conflito e começará a consertar a programação defeituosa. Também a senhora precisa apagar AUTOCRÍTICA.EXE de todos os diretórios e depois esvazie a sua lixeira para certificar-se de que nunca voltem.
Cliente: consegui! Meu CORAÇÃO está cheio de arquivos realmente puros. Eu tenho no meu monitor, agora, o SORRISO.MPG e está mostrando que PAZ.EXE, CONTENTAMENTO.COM e BONDADE.COM foram instalados automaticamente no meu CORAÇÃO.
Atendente: então, terminamos! O AMOR está instalado e funcionando. Ah! Mais uma coisa antes de eu ir.
Cliente: sim!...
Atendente: o AMOR é um programa gratuito. Faça o possível para distribui-lo.Image hosted by Photobucket.com
Cliente: obrigada por sua ajuda.
Atendente: de nada. Tenha um bom dia!!!
( Desconheço o autor )

quarta-feira, novembro 30, 2005

Image hosted by Photobucket.com

Olá. Hoje levantei-me cedinho e estive a jardinar, como faz muito frio, se estiver quieta em casa fico gelada, mas se estiver a mexer-me no quintal, sempre dá para aquecer. Pois cortei a hera, que tinha uma farta cabeleira, que chegava ao chão, a hortense que coitada era uma coisa feia de se ver, com as folhas e as flores todas secas. Perdi o medo de utilizar o corta-sebes e assim é uma maravilha de rápido. Hoje vou continuar a postar os relatos da Filipa, que acho que são giros.Mas antes vou deixar um selinho no fim da postagem que é um Blog que encontrei e achei muito engraçado, depois basta clicar nele para viajarem até lá. Até próxima postagem.
Familia

Hoje estou cansada e mto sinceramente não me apetece fazer mais nada, são 17h e tive um dia cheio. Podia ir já p casa, mas tb ia ficar a estupidificar à frente da televisão e tenho mto tempo para isso mais daqui a pouco. Lembrei-me então q já devem estar cheiinhos de saudades dos meus relatórios ;) Preparem-se q já há mto tempo que não escrevo, a vossa sorte é q já passou mto tempo e por isso vão ter mesmo versões mto reduzidas.
Ora onde fiquei eu??? No Yellowstone era isso. A viagem ao Yellowstone correu mto bem. Mal entrámos no parque vimos logo veados e mais adiante bisontes, foi uma festa. No dia a seguir vimos ainda 1 coiote, 2 ursos adultos e 2 crias, a bald eagle (a águia da cabeça branca), várias mule deers (tipo gamo) e já ignorávamos os bisontes que nos atravessavam à frente na estrada. É impressionante o quão perto os animais andam da estrada e o modo como ignoram os humanos (às tantas é como nós com os bisontes, os bichos já viram tanta gente q mais um menos um já não lhes interessa). A paisagem é bonita, se bem q tem grandes áreas ardidas (dizem q os fogos são fundamentais naquele ecossistema para que as sementes germinem). Por todo o lado é também possível ver géisers e fumarolas, pois a grande maioria do parque está incluído numa área q é a cratera de um vulcão. Tivemos a sorte (não estou a ser irónica, foi mesmo sorte) de apanhar um grande nevão o que tornou tudo ainda mais bonito. Durante os dias q ficámos por lá dormimos num motel tipicamente americano (este era o super 8, mas tb têm o 9, o 5, o 6, o 7, eles têm uma fascinação qualquer por dar números como nomes aos motéis) e comemos um pequeno-almoço também muito americano – panquecas, humm!!. De regresso a casa almoçámos numa pequena terra chamada Jackson e aí parecia mesmo q estávamos num filme de cowboys com saloons e cowboys de “bota vermelha” (expressão de John para se referir aos cowboys de lá, não nos explicou, só disse em tom malandro para termos cuidado com eles, resta saber pq ;).
De volta a Logan, voltámos à chuva também. Choveu durante quase 3 semanas ininterruptamente, o que segundo nos disseram é mto raro por estas bandas. Entretanto tivemos mais uns jantarinhos e a gde festa indiana o Diwali. Muito divertida e com muita música, dança e comida boa, como acontece por aqui em todo o sitio onde há indianos. Já agora, para quem não sabe (também temos de ter uma parte pedagógica, não é só paródia;), ficam a saber que o Diwali (basicamente e muito resumidamente) é uma festa q celebra a vitória do bem sobre o mal (isto tem uma série de deuses envolvidos cujos nomes não vale a pena agora mencionar … é cada um mais esquisito q o outro :S). Esta festa é uma oportunidade de juntar a família e os amigos e funciona quase como o nosso natal (mas sem prendas, é só convívio).
Umas semanitas depois chegou o Halloween e com ele a neve q resolveu descer das montanhas até ao vale (agora já derreteu outra vez). A festa de Halloween foi muito gira, e o pessoal tinha fatos mto criativos (gdes perucas à anos 80, um rapaz com 4 braços e até o teletubby estava lá). Obviamente q também fomos mascaradas e como o tempo não foi muito para tratar do assunto, eu e a Dulce pintámos a cara e enfiámos um saco laranja pela cabeça e fomos de abóboras, a Sílvia foi vestida de Black widow (estava de morrer), e a Sandra (uma brasileira nossa colega) foi de pirata. Chegámos à festa, mudámos o CD, e pusemos todo o mundo a dançar. Foi mto cómico. Como não podia deixar de ser (apesar de já ter sido depois do Halloween pois não tive tempo antes), também escavei a minha abóbora e pus uma velinha, fica mto giro e é bastante fácil de fazer. Por aqui vêem-se autênticas obras de arte à porta feitas com as abóboras. E pronto, o frio já chegou, a chuva já se foi embora e não tarda nada já está tudo branquinho de vez. Hoje até fui curtinha, consegui resumir tudo muito bem. Digam lá que não me portei bem? ; )

Bjocas gdes,

Filipa

Este é blog que vos falei cliquem

segunda-feira, novembro 28, 2005

Olá andava a arrumar as pastas do computador quando encontrei relatos giros da Filipa nos E.U.A como tenho autorização que ela me deu quando publiquei a viagem (Ver arquivo 17 Agosto)resolvi hoje que a minha imaginação está lenta colocar mais este e-mail que ela enviou e que fala de um cultura e uma natureza diferente da nossa.
Oi pessoal
Parece q têm sentido a falta dos meus longos relatórios, o problema é q vai havendo cada vez menos coisas para contar, e em simultâneo cada vez menos tempo para as contar. Desta vez resolvi fazer um mail mais direccionado para “pequenitos” pormenores, que marcam a diferença entre o nosso maravilhoso país e este enorme estado.

Antes de mais quero esclarecer uma pequenina coisita;) parece q tenho criado a impressão errada de q não trabalho e que é só festas e paródia :P Não é nada disso ;) a verdade é q o trabalho é uma seca p vos contar e não tem piada nenhuma, é gráfico p aqui, gráfico p ali, análise p aqui, análise p ali, pesquisa, pesquisa, pesquisa, etc, etc. Como vêm é um grande chatice, por isso tem muito mais piada contar tudo o resto. Aceitam a minha desculpa? esforcei-me mto para …me lembrar dela ;) ?

Então vamos lá aos pormenores.
• Isto aqui é imensamente seco de modo q passo a vida a apanhar choques, mas vocês não imaginam é cada um q até faz barulho, qualquer dia dou luz (atenção não ler: dou à luz).
• Na “main street” podemos andar quilómetros e quilómetros de “take away”, “fast food “ e gdes superfícies comerciais. É impressionante.
• Os carros aqui são quase todos enormes, é tudo grandes pick-ups e brutos jipes com grandes pneus, os nossos jipezitos aqui parecem anõezinhos de jardim.
• Ainda relacionado com carros, toda a gente pára nos stops, mas param mesmo, não é como nós e são todos mto cuidadosos com os “biciclistas” (ainda q o pessoal aqui se queixe, deixa-os ir a Portugal p verem o q é bom andar de bicicleta).
• Os semáforos estão super distanciados, em vez de estarem onde os carros param, estão depois do cruzamento, é mto estranho. E o semáforo para o peão avançar em vez de verde, é branco, qdo chegar aí em vez de dizer “está verde” vou estar a andar a dizer “está branco”.
• Os autocarros para circular dentro de Logan são gratuitos e até tem sítio para pôr 2 bicicletas.
• Na faculdade não falta nada q nos lembremos, ora senão vejam: temos correios, banco, como não poderia deixar de ser toda a variedade de “fast food” (mexicana, chinesa, etc), loja de recordações, papelaria, livraria, tudo, e até cabeleireiro há por aqui.
• E como se não bastasse termos o “shopping center” em plena faculdade ainda temos cantinhos fabulosos com sofás (melhores q o meu de casa), e puffs gigantescos (estes então são uma maravilha, aceitam-se propostas p “roubar” um discretamente sem ninguém dar por nada, é que eu queria um daqueles em casa, como recordação, claro). Na rua temos imensos sítios para estar ao solinho e com uma vista fabulosas para as montanhas, mtos destes sítios tem wireless por isso até de computador se pode estar.
• No nosso departamento (pelo menos), a maioria dos dias temos abrunhos e maças de graça nuns cestinhos à entrada e antes dos seminários semanais e q estão sempre cheios (mto parecido com os do CBA) há buffets com coca-cola e sumos, bolachinhas, ou tipo de “chips” (aqui têm imensa variedade de “fritos”de milho, etc); chocolates, etc, vai variando. Não é o mais saudável mas às vezes dá para enganar a fome. Ah! e isto porque por aqui come-se e bebe-se (café, e coca-cola) nas aulas e seminários o q confesso q me faz um pouco de confusão, e anda-se descalço nos corredores e no local de trabalho (esta parte gosto, volta e meia quando estou ao computador tiro os sapatos, p evitar apanhar tanto choque, claro).
• Em contrapartida é raríssimo ouvir um telemóvel tocar onde quer q seja.
• Toda a gente (ou quase toda a gente) chega em média 5min antes da aula começar de modo q todas as aulas começam a horas. Por vezes podem acabar mais tarde mas ninguém refila ou faz comentário, nem sequer sai.
• Há lápis pequeninos nas bibliotecas para tirar e usar, e afias na parede espalhados pela faculdade.
• A faculdade tem imensas actividades extra-horário e inclusive dão bilhetes de graça para concertos, filmes, etc, para os estudantes.
• O café, pão, queijo por aqui são caríssimos, em contrapartida a gasolina é quase 1/3 daí (infelizmente p mim era melhor q fosse ao contrário).
• O supermercado tem “tempestades” programadas q regam os legumes. Acende uma luzinha q começa a catrapiscar, ouve-se barulho de trovões e …voilá, começa a chover por cima dos vegetais.

Bem, e por ora acho q já chega. Não me lembro de mais nada mas deve haver mto mais.

O próximo relatório vai ser sobre a minha ida ao Yellowstone National Park e as festas indianas q são o máximo. Aguardem ansiosamente, os próximos episódios, q espero q não demorem tanto tempo a sair quanto este.

Bjocas gdes a todos,

Filipa