terça-feira, fevereiro 07, 2006

BLOGS EM DESTAQUE




Tinha eu 16 ou 17 anos quando conheci a poesia de Daniel Filipe, adorei naquela altura este poeta nascido em Cabo Verde em 1925, ele era um poeta que combateu a ditadura salazarista, sendo perseguido e torturado pelo regime da altura. Faleceu em 1964 em Cabo Verde, ele foi colaborador nas revistas Seara Nova e Távola Redonda, entre outras publicações literárias.
Ele veio parar ao meu conhecimento por um poster com um poema dele
oferecido por uma tia minha, o 25 de Abril ainda não tinha acontecido na época, e ele era muito revolucionário a meu ver. Nunca mais vi este poema, o poster desapareceu, vagamente me recordava como era, um dia destes encontrei-o, tive a mesma alegria ao lê-lo como quando o via a primeira vez, espero que gostem dele.As Fotos são de 1954 quando nevou em Lisboa




A INVENÇÂO DO AMOR


Em todas as esquinas da cidade

nas paredes dos bares à porta dos edifícios públicos nas janelas dos autocarros
mesmo naquele muro arruinado por entre anúncios de aparelhos de rádio e detergentes
na vitrine da pequena loja onde não entra ninguém
no átrio da estação de caminhos de ferro que foi o lar da nossa esperança de fuga
um cartaz denuncia o nosso amor

Em letras enormes do tamanho
do medo da solidão da angústia
um cartaz denuncia que um homem e uma mulher
se encontraram num bar de hotel
numa tarde de chuva
entre zunidos de conversa
e inventaram o amor com caracter de urgência
deixando cair dos ombros o fardo incómodo da monotonia quotidiana

Um homem e uma mulher que tinham olhos e coração e fome de ternura
e souberam entender-se sem palavras inúteis

Apenas o silêncio A descoberta A estranheza
de um sorriso natural e inesperado

Não saíram de mãos dadas para a humidade diurna
Despediram-se e cada um tomou um rumo diferente
embora subterraneamente unidos pela invenção conjunta
de um amor subitamente imperativo

Um homem e uma mulher um cartaz denuncia
colado em todas as esquinas da cidade
A rádio já falou A TV anuncia
iminente a captura A policia de costumes avisada
procura os dois amantes nos becos e nas avenidas
Onde houver uma flor rubra e essencial
é possível que se escondam tremendo a cada batida na porta fechada para o mundo
É preciso encontrá-los antes que seja tarde
Antes que o exemplo frutifique Antes
que a invenção do amor se processe em cadeia

Há pesadas sanções para os que auxiliarem os fugitivos
Chamem as tropas aquarteladas na província
Convoquem os reservistas os bombeiros os elementos da defesa passiva
Todos decrete-se a lei marcial com todas as consequências
O perigo justifica-o Um homem e uma mulher
conheceram-se amaram-se perderam-se no labirinto da cidade

É indispensável encontrá-los dominá-los convencê-los

antes que seja tarde
e a memória da infância nos jardins escondidos
acorde a tolerância no coração das pessoas

Fechem as escolas Sobretudo
protejam as crianças da contaminação
uma agência comunica que algures ao sul do rio
um menino pediu uma rosa vermelha
e chorou nervosamente porque lha recusaram
Segundo o director da sua escola é um pequeno triste inexplicavelmente dado aos longos silêncios e aos choros sem razão
Aplicado no entanto Respeitador da disciplina
Um caso típico de inadaptação congénita disseram os psicólogos
Ainda bem que se revelou a tempo Vai ser internado
e submetido a um tratamento especial de recuperação
Mas é possível que haja outros É absolutamente vital
que o diagnóstico se faça no período primário da doença
E também que se evite o contágio com o homem e a mulher
de que fala no cartaz colado em todas as esquinas da cidade

Está em jogo o destino da civilização que construímos
o destino das máquinas das bombas de hidrogénio das normas de discriminação racial
o futuro da estrutura industrial de que nos orgulhamos
a verdade incontroversa das declarações políticas

...

É possível que cantem
mas defendam-se de entender a sua voz Alguém que os escutou
deixou cair as armas e mergulhou nas mãos o rosto banhado de lágrimas
E quando foi interrogado em Tribunal de Guerra
respondeu que a voz e as palavras o faziam feliz
lhe lembravam a infância Campos verdes floridos

Água simples correndo A brisa das montanhas
Foi condenado à morte é evidente É preciso evitar um mal maior
Mas caminhou cantando para o muro da execução
foi necessário amordaçá-lo e mesmo desprendia-se dele
um misterioso halo de uma felicidade incorrupta

...

Procurem a mulher o homem que num bar
de hotel se encontraram numa tarde de chuva
Se tanto for preciso estabeleçam barricadas
senhas salvo-condutos horas de recolher
censura prévia à Imprensa tribunais de excepção

Para bem da cidade do país da cultura
é preciso encontrar o casal fugitivo
que inventou o amor com carácter de urgência

Os jornais da manhã publicam a notícia
de que os viram passar de mãos dadas sorrindo
numa rua serena debruada de acácias
Um velho sem família a testemunha diz
ter sentido de súbito uma estranha paz interior
uma voz desprendendo um cheiro a primavera
o doce bafo quente da adolescência longínqua

17 comentários:

Regina disse...

Querida Aldora
Tudo bem com você? Comigo tudo na paz, graças ao bom Deus.
Obrigada pelo carinho deixado no meu blog. Te gosto muito, viu? Seu post é lindo e a musica maravilhosa!
Beijos doces pra vc!
Regina

Jucimara e Itay disse...

Daniel Filipe, de Cabo Verde! será que é da ilha que morei: Ilha do Fogo kkk Minha conterrânea Cecília Meirelles é tudo de bom e por coincidência falei sobre a coleta do lixo aqui na Alemanha no meu post de hoje. Nada contra e näo vejo trabalho algum em separar, falei pois acho interessante e bem diferente do Brasil. Beijocas

smareis disse...

Oi querida!
Passando pra agradecer pelo carinho, e desejar uma semana super bacana cheia de coisas especial e muito realizadas.
Desejo que suas energias positivas seja restauradas a cada dia.
Amiga que texto lindo esse que vc postou. Eu adorei!
Atualizado Falando com o coração.
Beijos em cada coração!

Priss disse...

Olá querida...
Passando p agradecer a visita e te desejar uma linda semana!!!!
Apareça sempre!
Bjus da loira e da lua!!!

José S. disse...

O amor sempre incomodou muita gente mas ainda nenhuma polícia o conseguiu aprisionar. Gostei muito, toca-nos bem fundo, no coração. É dos tempos em que nós ainda tínhamos ilusões mas elas vão sendo apagadas, não só pela idade mas mais pelas canalhices do ser humano. Mas eu tenho andado muito alegre e bem disposto e acho melhor não estragar o momento com pensamentos funestos.
Um beijinho.

delta disse...

Ena...tanto passarinho...:-)

jo disse...

Que história triste e magoada, como eram das que aconteciam ants do 25 de Abr, mas há muitos que teimam em dizer que naquele tempo nada se passava!
Bjs

oteudoceolhar disse...

Nock nock ??? Está alguém em casa ;)... Boa noite minha querida amiga Aldora adivinha quem voltou (aos poucos vou voltando)? Obrigada minha querida por teres ajudado a tomar conta do meu cantinho, creio que já não conseguia ler os comentarios a cada artigo sem um mimo teu...obrigada. Além dos gatinhos (mais um template divino), tb temos Porto Côvo no coração verdade? De facto é mesmo amor o que sinto por aquele cantinho do Alentejo, do meu Portugal. Miga passei rapidinho, estou cansadita, logo logo deixo noticias tá? As férias já eram eu com gripe e o fcf (fotebol clube de faro) tb andou enfim aconteçe...Miga beijokinhas grandes grandes até breve obrigada mais uma vez. Beijoa ao gatinhossssssssssss da nina;)

clara jorge grandinid disse...

BOA NOITE AMIGA ALDORO ESPERO QUE VOCE E TODOS EM CASA ESTEJAM BEM AMIGA ESTOU PASSANDO PARA VER COMO VAI DIZERLHE QUE VOU FICAR COM MEU BLOG FORA DO AR ATÉ A PASCOA NO MOMEMTO ESTA DIFICIL PARA MIM FICAR MAIS DE 2HORAS DIARIAS NA NET,ENTÃO ACHEI POR BEM TIRARO BLOG DO AR ATER TER TEMPO PARA CUIDADR DELE E VISITAR OS AMIGOS,ENTÃO PREVALECEU ADE FAZER VISITAS AOS AMIGOS ,ENTAÕ AMIGA NÃO VAI SE LIVRAR DESTE GRUDRE DE AMIGA FACIL POIS, NÃO POSTAREI MAS PELOS MEUS CALCULOS PELO MENOS 2VEZES POR SEMANA PODEREI VISITA-LA SE QUISERES ME MANDAR E- AMIL FIQUE A VONTADE RETRIBUIREI AMIGA LINDO POST ESSE MARAVILHOSSO,DESEJOLHE UMA OTIMA SEMANA ABENÇÕADA COM CARINHO DA AMIGA CLARA BIG BEIJINHOS OPS

mocho disse...

Sabes uma coisa, minha querida? Conseguiste fazer com que eu e o Jose S. começassemos a conversar. Foi graças a ti e ao destaque que nos fizeste. Como eu gosto de gente que goste da espécie animal, acho que nos vamos dar muito bem. Quanto ao n/ amigo Castor, de rabo de raquete, o caso muda de figura, porque já o conheço de gingeira (hi, hi, hi). Mais uma vez, muito obrigada e um beijo real da mochinha. (O texto que publicaste é muito bonito e não conhecia o autor).

bitu disse...

Que a Amizade e o Sol nunca deixem de brilhar em Ti,
em Mim e em todos os que trazemos no coração;)
Bjinho Grande para Ti Amiga

nadjinha disse...

Um otimo dia!!!! aqui ensolarado o dia!!!
_______0000000000000000______________
____000000__00000__0000000___________
___0000000__00000__00000000__________
__00000000__00000__000000000_________
_000000000__00000__0000000000________
0000000000__00000__00000000000_______
0000000000__00000__000000000000______
0000000000__00000__000000000000______
0000000000000000000000000000000______
000000__________________0000000______
000000__________________0000000______
0000000_________________000000_______
_0000000_______________0000000_______
__0000000_____________0000000________
___00000000_________0000000__________
______000000000000000000_____________
__________00000000000________________
Sorria mesmo que seja um sorriso triste.
Porque o mais triste que um sorriso triste
é a tristeza de não saber sorrir.
sorria sempre!!!!!!!!!!!!!!!ADORO VC !!!!beijinhos e te aguardo no kitutes em !!!
www.kitutesdamamae.blogger.com.br

Regina disse...

Querida Aldora!
Que bom te encontrar no “Entre Amigos”. Eu também adoro um churrasquinho de pobre, só dispenso o pagode, rsrs
É muito bom saber que estamos Entre Amigos! Obrigada pelo carinho de sempre!
Beijos doces pra você!
Regina
http://blogentreamigos.zip.net
http://www.regina.blog.trix.net

Regina disse...

Voltei hehehe
Haaaaaaa então minha bonequinha é espanador? kkkkkkkk Olhando bem parece mesmo! Ha amiga, não curto muito carnaval, gosto das musicas, assistir os desfiles pela TV, mas prefiro ficar num lugarzinho bem sossegado. Este ano vou a Florianópolis, lá tem praias lindas e quero curtir muito minhas filhas q ainda não tiveram férias.
Beijão pra vc!

Sol disse...

Olá querida, é sempre uma felicidade encontrar vc no meu cantinho, olha aqui tá tão quente q as vezes sinto falta de um friozinho já chegou a 40ºC aqui na minha cidade, bjus minha linda tenha uma ótima semana.

Luisa disse...

Poema estranho mas muito belo que me recorda as lutas de antes do 25 de Abril

TUXA disse...

adorei ler seu post de hj,é bom conhecer e ouras vezes reviver certas coisas...
adorei mesmo querida,vc coloca coisas mto interessantes...tenha uma boa noite amiga
bj enorme em seu coração e obrigada por seu carinho