quinta-feira, fevereiro 16, 2006


Desta vez foi o José S. a passar-me a batata quente mas como eu sou uma Santa (gaba-te cesto que a manhã é dia de vindima), tem sido difícil arranjar mais cinco manias, foi quase a ferros que saíram.

Então tomem lá mais cinco:

1ª Mania, não gosto de deitar nada fora, acho sempre que ainda pode a vir a ser útil e se não acreditam, vejam, tenho camisolas de quando era solteira que as minhas filhas usam e estão em boas condições, “boa qualidade claro”, para terem chegado aos dias de hoje. Existe até aquele velho ditado que diz, “quem guarda velho acha novo”.


2ª Mania, odeio o barulho do aspirador, comprei o aspirador que na altura achei que menos barulho fazia, ah, se pensam que não o uso, uso até demais, mas odeio.

3ª Mania, gosto todos os dias de beber o meu café, se não o beber parece que fico com dores de cabeça, saio para comprar o pão e tomo o meu café, o de casa nunca é igual, e enquanto não me forem mais, aos bolsos e poder ir bebendo vou o fazendo, até ver, senão acaba-se também a mania.

4ª Tenho a mania, eu sei errada, mas mania, que o peixe cozido me faz dores de cabeça, cá em casa todos sabem disso e brincam comigo, sobre isso. E por causa disso ninguém come peixe.



5ª Mania gosto de ter a minha placa de vitrocerâmica sempre a brilhar como se nunca tivesse sido usada, apesar de a usar todos os dias, tenho umas peneiras em ver aquele vidrinho sempre como um espelho, já tem uns anitos, e se não fosse uma coisita pequenina, que a minha filha fez, com caramelo, ninguém diria que não era nova. Peneiras quem as não tem, eu é na cozinha.

6ª Mania esta das minhas gatinhas é ver o boneco não ganho para o papel higiénico.


Sinto que não tenho conseguido o objectivo que tinha no pensamento quando criei o meu blog. Pensei que iria passar para o papel os meus sentimentos, mas tenho falhado de todo, alguns dias fico a olhar o ecrã e não sai nada, as ideias só vem a meio da noite quando não são horas de escrever, ou quando vou a pé para a Hidro-ginástica, o que também não dá muito jeito ir a andar e a escrever.

Na terça feira, depois da Hidro-ginástica, acompanhei uma amiga ao posto médico onde estava uma senhora que me disse ter 75 anos, mas parecia ter muito mais, pois estava desdentada, e tinha se deslocado ao posto para entregar os papeis da sua magra reforma que era de quarenta contos, para poder ter desconto nos medicamentos, mas informaram-na que afinal já não era aquilo, que pretendiam outros papeis mas ainda não sabiam quais. A senhora não me largava por duas razões, primeiro estava indignada com toda a situação e depois estava super carente de conversa, mas eu tinha a minha amiga à espera e por isso ficou por ali a conversa. Pelo caminho fui a pensar nas palavras da senhora, era viúva tinha aquela idade e pelo aspecto parecia muito doente, os dois filhos tinham ficado desempregados, coisa muito comum neste distrito, e faziam-na arrastar-se até ao posto, para lhe pedirem mais uma declaração para além da que levava da segurança social a informar o valor da reforma.
Mas os meus desabafos não ficam por aqui, o que pensar da nossa justiça, depois de ver na TV ontem um homem à beira de fazer 40 anos e aguarda que seja feita a justiça, que nunca se fez. Quando ele uma criança de 4 anos de idade, na sua inocência própria da idade, abeirou-se do carro da mãe do colega, e foi atropelado dentro do colégio. Pois até hoje ainda não foi resolvido, ou se foi, a advogada até hoje não o informou. Que justiça é esta onde nunca há culpados? E quando vejo as escolas fecharem nas serranias do nosso país por serem poucas as crianças desses lugares, não é fomentar a desertificação desses mesmos lugares? Será que isto tudo é burrice minha? não me conformar com estas coisas. Sinto-me muito triste pelo meu país, não foi isto com que sonhei. Talvez hoje esteja de mau humor, porque acordei com mais um desastre, a somar a várias dezenas que ocorrem na minha rua sempre que chove, na verdade se tiver um dia muito chuvoso, podem acorrer três ou quatro no mesmo dia. Será tudo culpa dos condutores?
Ou será que as curvas e o piso não estão nas melhores condições? Será que alguém até hoje se preocupou na verdade com o assunto, meu marido enviou já muitos e-mails para a Junta de Freguesia e Câmara Municipal, a solução foi colocarem uns semáforos que aguardamos que ninguém morra ali, devido a forma como funcionam, pois nunca abrem para os peões. E para os carros ainda não consegui entender pois de um lado abrem e do outro fecham sem sincronização alguma, se é para diminuírem a velocidade, o que acontece é que quando fecham, já o carro em excesso de velocidade passou à muito tempo. Estou farta de viver aqui, nesta rua, neste distrito, neste País, venham secretas e me ponham uma mordaça para eu não me queixar mais.

9 comentários:

José S. disse...

Acabei de ler o teu post e fiquei com a mesma sensação que tenho experimentado ao longo destes meses em que ando por aqui: com pequenas diferenças, quase todas as pessoas têm aquilo a que decidimos chamar manias por não se enquadrarem, com rigor, dentro dos padrões ditos normais mas o que é certo é que há muita gente a padecer do mesmo. Provavelmente a normalidade é que já não é o que era.
Quanto aos teus desencantos com o país e o mundo, se reparares, há pelo menos meio mundo insatisfeito mas os políticos que temos foram eleitos “democraticamente”, dizem eles, que consideram que escolher a esquina onde vamos morrer desempregados é democracia. Esta democracia que temos foi a forma encontrada pelos políticos para legitimarem o autoritarismo com que se vão governando. Acabe-se com a protecção que nos garante a ONU a UE e toda a conjuntura internacional e não precisamos mudar de governo para termos um novo Salazar. Eles estão aí, não têm é possibilidade de se assumir.
Até amanhã e um beijinho.

Vovoza disse...

Aldora dear
queria que vc pegasse o meu award e link.achei que já tinha algum tempo...mas, como ando no bunker aqui, as noticias estão um pouco atrasadas.rss..queria te fazer um gif com gatinhos.Vc quer o seu nome ou do blog?
te gosto muito e vc quase não me visita,sniff,sniff...
tenha uma semana tranquila,pois aqui já começou a guerra de novo..meu Deus, não sei qdo vai acabar...
ksss
vovoza

Filipe Freitas disse...

Li este teu artigo e é triste dizer mas neste País e neste Mundo, parece que anda tudo virado ao contrário...
Vivemos uma vida só com problemas, às vezes não são só os nossos, mas encontramos muitos a cada "esquina"....
Melhores dias virão... uma esperança contínua...

Regina disse...

Oi minha doce Amiga!
Obrigada pelo apoio que tens me dado, o carinho deixado no meu blog. Isso não tem preço e ninguém nos tira.
Que você tenha um fim de semana abençoado e cheio de alegrias.
Um beijo carinhoso
Regina

Elke disse...

Oi Aldora, obrigada pela carinhosa visita em meu blog, sim adoro gatos e claro que adorei o seu blog. Estava lendo suas manias e uma se parece com a minha, tenho dor de cabeça com o cheiro do bacalhau no fogo, seja cozido ou assado, quando minha mãe fazia tinha que sair de casa pois não aguentava. Gostaria de te linkar e de lhe oferecer o meu award, assim posso lhe visitar mais vezes. Beijos pra você e um ótimo fim de semana :)

oteudoceolhar disse...

Querida Aldora olha só ;) não me esqueci de ti e cá estou eu. Primeiro o maridão como esdtá?? e tu? Sinto algures uma pointinha de tristeza quando dizes q não consegues alcançar o objectivo para o qual criaste o blog. Será que não se abriram outros horizontes, ao conseguires transmitir tanta doçura e humanismo a todos nós? Que tal outro blog sei que tens e ainda aguardo o endereo;).
Adorei as tuas manias :P (e os olhares e gatinhos) eu n passo sem cafe...ontem foram tantos que com o cafe e o calor da sala tive um ataque de ansiedade e tive de ir para casa. Enfim :). Eu por acaso tb assisti a essa noticia e se dizem que a justiça é lenta bota lento nisso na tarda ainda passam mais uns anos e morrem mais advogados e juizes etc etc. Querida tudo a correr super bem tá? Qualquer coisa é só dizer que eu estou por aqui :) beijokinhassssssss e miausssssssss

Quico disse...

Ai se o Ventor vê isto? Ele que acha que estamos metidos num antro de chulice polítiqueira! Sabes que a malta que se dedica à política só quer governar-se à custa da nossa parvoice? Senão olha... não olhes, não vale a pena. Ainda acabo para aqui a insultar estes gajos todos e depois o Ventor pode me ralhar. Bjs.

Luisa disse...

Aldora, há dias em que nos apetece pôr cá fora todos os males que andam por esse País. No post seguinte pediste desculpa pelo teu pessimismo. Não peças: às vezes é bom acordar os outros para as injustiças que por aí se fazem

Gir@SOL disse...

Óie, amiga Aldora!
Menina, não vou acabar com o blog não, só o tempo é que anda excasso para fazer minhas visitinhas... mas sempre que der estarei aqui,ok?
Quanto às manias, quem não as tem? Só que nem todos as confessam... eu também sou viciada em café, senão a enxaqueca me ataca... e também deixo o arroz agarrar na panela só para comer aquele pretinho... o povo aqui em casa já se acostumou, felizmente!
Mas foi ótimo saber um pouco mais a seu respeito,adorei!
Aldora, tenha uma semana onde você sinta as mãos poderosas de Deus se movendo a seu favor... para abençoá-la, protegê-la e livrá-la de todo o mal!
Beijinhos no coração, com carinho & amizade:
§º_º§