quinta-feira, fevereiro 02, 2006


A SÚPLICA DE UMA ÁRVORE ...
Você que passa e levanta contra mim seu braço,
antes de me fazer mal, olha-me bem.
Eu sou o calor de teu lar nas noites frias de inverno.
Eu sou a sombra amiga que te protege contra o sol. Meus
frutos saciam sua fome e acalma sua sede.
Eu sou viga que suporta o teto de sua casa, a tábua de sua mesa, a cama em que descansa.
Sou a porta da sua casa.
Quando morre, em forma de ataúde, ainda lhe acompanho ao seio da terra.
Sou o pão de bondade e flor de beleza.

Se me ama como mereço, defende-me contra os insensatos.
desconheço autor

RECICLAGEM
Hoje escrevo de uma coisa que acho importante, a reciclagem do nosso lixo. Quando trabalhava só separava os vidros, para colocar no vidrão, mas hoje em dia não faz sentido não separar todo o lixo, por isso, separo papel, cartão, vidros, plásticos, as latas sou sincera ainda não me habituei mas também quase não as tenho, é mesmo raro. É uma coisa que entra nos hábitos diários e acaba por não dar muito mais trabalho, é só uma nova organização caseira, ao fim de semana vou colocar nos locais indicados (ecopontos), tenho dois junto de minha casa, um mesmo em frente, outro nas traseiras. EU POLUO! (mas, pretendo poluir ainda menos)
A produção de desperdícios é inerente à condição humana e é inexorável e lata de lixo não é um desintegrador mágico de matéria. O lixo continua existindo mesmo depois que o jogamos na lixeira.
Não há como não produzir lixo, mas podemos diminuir essa produção. Como? Reduzindo o desperdício, reutilizando sempre que possível e separando os materiais recicláveis para a colecta selectiva.
MATERIAL RECICLADO PRESERVAÇÃO DECOMPOSIÇÃO
1000 kg de papel o corte de 20 árvores 1 a 3 meses
1000 kg de plástico extração de milhares de litros de petróleo 200 a 450 anos
1000 kg de alumínio extração de 5000 kg de minério 100 a 500 anos
1000 kg de vidro extração de 1300 kg de areia 4000 anos




Eu pessoalmente não uso aqueles caixotes de lixo com separadores, pois acho pequenos, simplesmente tenho um saco grande onde vou colocando as garrafas de plástico de água, vazias primeiro bem amachucadas para ocuparem menos espaço, tenho outro saco onde coloco as revistas e folhetos publicitários os vidros junto no mesmo dos plásticos só na altura de colocar no respectivo vidrão faço a separação, como vem não é difícil, acho que todos estamos a ajudar a natureza se fizermos assim. Mas ainda vejo muitas pessoas que não se preocupam, se ainda não o fazem, experimentem só durante uma semana, e terão a surpresa que nunca imaginaram. Não vos aborreço mais com lixo.

15 comentários:

Eduarda disse...

Olá minha amiga td bem? amei seu blog aceite meu award com muito carinhu..beijus

José S. disse...

Eu adoro árvores. Quando vejo uma árvore imponente, fico parado a olhar e a imaginar que se elas tiverem algum tipo de consciência, devem ter muito que contar. É uma pena que tenha-mos que as cortar.
Quanto ao lixo, uma coisa com que fico “lixado” é com as campanhas para reduzir o mesmo serem destinadas apenas aos consumidores enquanto os “lobby’s das embalagens continuam a produzir uma série de subprodutos indesejáveis e inúteis. As autarquias também não ajudam muito porque para além de cobrarem uma taxa de resíduos sólidos que não incentiva os utentes a separar em casa aquilo que paga para que lho façam, só colocam ecopontos distanciados entre si de várias centenas de metros o que só por si já é um benefício do infractor. Quem se preocupa com o ambiente e faz da sua casa uma estação de triagem de lixo, ainda tem de andar com ele às costas pela rua acima. Mas temos de começar a cuidar mais deste planeta porque a este ritmo daqui a pouco os produtores de petróleo não têm mais planeta para destruir.
Beijinho e bom fim de semana.

José S. disse...

Correcção :“tenhamos” e não “tenha-mos”

Fátima disse...

Obrigada por participar da luta pelas baleias. O MUNDO ANIMAL ficará feliz se aceitar nosso Award. Estamos cadastrando blogs que queiram participar das próximas campanhas em defesa da vida. Se aceitar envie e-mail pra contato. Bjs

Cris Sueta disse...

Aldora querida,
Aqui no Brasil,SP, é assim: você separa plástico, lata, papel... daí não tem pra onde mandar e a prefeitura não recolhe. Eu tenho um conhecido que leva tudo pra vender num depósito de reciclagem, porque ele precisa desse trocado para ajudar nas despesas da família. Enfim! É complicado, vc quer participar mas não tem como.
Tô numa correria danada, querida, vou pro hospital dia 15 operar a minha perninha e como não vou poder andar por uns tempos, tô tentando colocar tudo em dia na minha vidinha. Mil desculpas se eu não puder responder os comentes ou vir te visitar por uns tempos, mas o que se há de fazer, né? Mas, Não deixe de me visitar, vc é muito especial pra mim.
Beijinhos sempre da Cris.

Sol disse...

Olá Aldora, te achei por um acaso, mas foi um feliz acaso, adorei ter vindo parar aqui nesse cantinho maravilhoso, gostaria muito de te oferecer meu award, bjus da Sol

jocamarinha@netcabopt disse...

Eu perco-me com árvores e procuro a sua preservação, mas a reciclagem feita pela CML deixa a desejar. Eu separo tudo, mas eles vêm e despejam os virões todos para dentro da mesma camioneta. Já vi eu muitas vezes pela manhã. Assim, acabei com essa fantasia!
Bjs
João

jo disse...

Amiga,
se me garantes que assim é, vou recomeçar a separar! Sou uma cidadã com sentido de civismo.Um beijão

smareis disse...

Oi querida!
passando pra te desejar um lindo fim de semana cheio de muitas energias positivas.
òtimo seu post de hoje, parabéns!
Bjkas no coração!

Regina disse...

Oi Aldora!
Tudo bem com vc? Estou atrasada com minhas visitas hoje, mas tive um dia cheio e só agora pude vir te visitar. Muito interessante seu post. Você sabe que sou sua fã, né? rs Obrigada pelo mimo que deixou no meu blog, já adicionei na minha página de presentes. Adorei.
Tenha um bom fim de semana.
Um beijo carinhoso
Regina

Filipe Freitas disse...

Parabéns, Aldora, por te preocupares com a reciclagem. O meu apoio ao que escreveste.
Se todos fizessem o mesmo, muito se beneficiava na qualidade de vida...
Mas, infelizmente, ainda há tanbém deficiências por parte das entidades responsáveis, com a recolha desse lixo que com todo o cuidado separamos.
Essas deficiências devem ser comunicadas a quem de direito, para que possamos viver num ambiente mais limpo e lembrarmos-nos das gerações seguintes...
Beijinhos.

nadja disse...

_______00000000000_______00000000000
_____000000000000000__0000000000000000
___0000000000000000000000000_______00000
__00000000000000000000000000_________0000
_00000000000000000000000000000________0000
0000000000000000000000000000000000_____0000
000—NADJINHA______00000000000000___00000
000000000000000000000000000000000000_000000
_00000TE DESEJA UM MARAVILHOSO000000
__000000000000000000000000000000000000000
____0000000000--FDSEMANA--00000000000000
______0000000000000000000000000000000
_________00000000000000000000000000
____________000--BJOKINHAS--0000
______________0000000000000000
_________________0000000000
___________________000000 E O KITUTES ESTÁ
DE VOLTA PINTA LÁ MIGUXINHA TOMAR UM CAFÉZINHO..CHÁZINHO..CHOCOLATELKKKKK !!!!!
WWW.KITUTESDAMAMAE.BLOGGER.COM.BR
QUE SÃO BRÁS PROTEJA SUA GARGANTINHA
Aqui em Petrópolis dou latinhas garrafas saquinhos de leite tudo para uma instituição ..eles já compraram até computadores ..maravilha fuiiiii

Luisa disse...

Lindo o teu post de hoje! A imponência daquela árvore e as palavras que escreveste sobre ela não deixarão de fazer eco em todos os que amam a natureza mas ainda não aprenderem a tratá-la como deve ser.

marli disse...

oie!!!!
boa noite,

Eu pedi a Deus uma flor,
Ele me deu um jardim.
Eu pedi a Deus uma árvore,
Ele me deu uma floresta.
Eu pedi a Deus um rio,
Ele me deu um oceano.
Eu pedi a Deus um anjo,
Ele me enviou Você!!!

beijo
Marli

Regina disse...

Querida Aldora!
Obrigada por me visitar!
Meu cantinho fica iluminado quando você chega, e quando vai sua luz permanece.
Tenha um ótimo fim de semana
Beijos doces pra você!
Regina