terça-feira, março 07, 2006


Neste momento estou preocupada com a chacina que possam fazer contra os Tarecos da Europa com mais a noticia de que na Áustria encontraram gatos com o vírus da aves.
Preocupa-me também tantas pessoas com cancro da mama.
Os gatos como Mamíferos que são têm mamas, assim como nós.
Hoje não vou falar das mamas deles mas das nossas de humanos, sim que os homens também têm a ver com esta postagem, pois também eles podem ter cancro da mama.

Os seios
Mas nenhuma obra é tão enfática em relação a esta parte do corpo feminino como algumas esculturas clássicas de Ártemis (deusa grega da caça e protectora das jovens mulheres) mostrando-a como mulher de uma centena de seios. A deusa, aliás, era a divindade protectora das Amazonas, mulheres guerreiras que dispensavam a convivência com os homens. Para alguns, "amazona" significa "sem seio", porque as guerreiras teriam o hábito de mutilar o seio direito para facilitar o arremesso de lanças. Esta hipótese, porém, caiu em descrédito e tudo indica que a palavra se origina de algum dialecto iraniano, significando "mulheres que lutam juntas".

Outros seios, contudo, não são tão adorados assim. Em 2002, a pedido do então promotor geral John Ashcroft (que não se sentia bem ao falar para a nação americana com uma estátua nua ao fundo) cobriram os seios da estátua que representa o Espírito da Justiça no Departamento de Justiça dos Estados Unidos. Eu me pergunto: por que se envergonhar de seios nus? É típico dos fundamentalistas religiosos se envergonharem daquilo que, como Freud apontou, é símbolo da indistinção entre dois corpos. Afinal, eles são mestres na táctica de separar mundos entre ocidente e oriente, macho e fêmea, fiéis e infiés, santos e pecadores, bem e mal, sem nuances ou complexidades.
Eles podem ser grandes ou pequenos, caídos ou empinados, com piercings, siliconados, de bicos pontudos ou arredondados, guardados por sutiãs ou criados soltos à maneira hippie.
Muitas vezes, acostumadas a portar esses air-bags connosco o tempo todo, nos esquecemos de como os seios são quase divinos. Seios parecem ser tão misteriosos, que cientistas debatem apaixonadamente qual seria a razão das fêmeas humanas possuírem seios fartos mesmo quando não estão amamentando. Sim, porque nossas primas macacas, a exemplo de outras fêmeas mamíferas, só têm seios estufados no período em que amamentam seus filhotes. Ou seja: fora da fase de lactação, fêmeas mamíferas são como tábuas. Por que então nós, humanas, desenvolvemos seios fartos em período integral?
Desmond Morris sugeriu que as fêmeas humanas teriam desenvolvido seios fartos para sinalizar sua fertilidade para os homens. Elaine Morgan, uma das defensoras da Hipótese do Macaco Aquático, especula que os seios fartos podem ter surgido para facilitar a vida dos bebés. Explico: depois que a espécie humana perdeu os pêlos, os filhotes teriam ficado sem ter como se agarrar ao corpo da mãe e os seios protuberantes teriam se tornado mais facilmente "agarráveis".

O fato é que os bebés já nascem chuchando, havendo ou não um seio para chupar. Ou seja: o movimento bucal de chuchar é algo instintivo, que já está programado nos nossos genes. Por isso, vou além de Freud e digo que nossa ansiedade oral precede até mesmo a perda do seio: a nossa necessidade de preencher o vazio da boca é atávico e está relacionado à nossa fome de viver, à nossa própria sobrevivência.
Mas no fim disto tudo devemos ter atenção aos nossos seios ou mamas.O cancro da Mama e do Ovário são tópicos da maior relevância e preocupação para a totalidade das mulheres, independentemente da sua história familiar. Todos os anos, em Portugal, são diagnosticados mais de 4000 casos de cancro da mama e 700 casos de cancro do ovário. Apesar de grande parte desses tumores não terem uma origem hereditária, a maioria dos estudos científicos mostrou que aproximadamente 5 a 10% do total de casos diagnosticados (200-400 e 35-70 casos de cancro da mama e ovário, respectivamente) terão uma componente hereditária.


A grande maioria dos indivíduos não terá conhecimento do seu risco, apesar de muitas vezes terem uma história familiar de cancro. Uma história familiar de cancro da mama e/ou ovário em idade jovem, poderá implicar um risco acrescido de cancro hereditário, mesmo no caso de indivíduos não afectados. Adicionalmente, poderá existir um risco acrescido de cancro da mama e/ou ovário nos casos de comprovada ascendência judia Ashkenazi ou Europeia de Leste.Sem exageros mas devemos estar atentos a estes numeros.


os numeros das estatisticas foi tirado do site http://www.gdpn.com/

6 comentários:

Águamarinha disse...

Aldora, muito proveitoso e importante os assuntos postados.
Amiga, estou ainda sem tempo para me dedicar como antes ao meu cantinho e aos amigos que tanto gosto. Agradeço a palavras que deixou no meu blog, isso muito me fortalece. Pelo visto vc deve ter lido a mensagem que lá deixei explicando o motivo da minha ausência. Uma coisa é certa, todo tempo livre que eu tiver vai ser para estar aqui com vocês,mas não posso deixar minha vida particular pelo menos até tudo se resolver.
Está difícil, mas eu não me abato com facilidade e estou tendo vitórias. Obrigada pelo seu carinho e que Deus a abençoe e esteja sempre ao seu lado.
Feliz Dia Internacional da Mulher.
Beijos com carinho.

marli disse...

..... , . - . - , _ , .....
..... ) ` - . (. '. `( ....
.... / . . . .`\ . . \ ....
.... |. . . . . |. . | ...uma
..... \ . . . ./ . ./ .....Flor
.........(\ /../\/)........pra vc
.........`-;\;//...........
............\||............
.............||..........
.............||.......
trouxe esta flor para enfeitar os seus comentários.
e desejar um feliz dia das mulheres.
08/03/2006
beijão

oteudoceolhar disse...

Boa noite querida Aldora...ainda há bem pouco tempo fiz uma mamografia...o medico ainda se virou para mim e disse porque se ainda era nova. Enfim...Minha querida estou-me a ir abaixo...deixo um posto hoje e vou tentar mandar-te o mail amanha deves estar zangada comigo. Desculpa. Se puderes passa no meu cantinho...adoro-te muito obrigada pelo teu coração lindo e imenso. (nem quero imaginar a sit do gatinhos com a gripe, nem de nenhum animal eu até fingo que não ouço as noticias)

TUXA disse...

nunca é demais falar sobre isso...os nrs são por demais assustadores...
qto à gripe das aves enm quero pensar como vc falou,se não vai servir de desculpa para fazer um exterminio...o mundo tá a ficar assustador...
bjs amiga e tudo de bom

José S. disse...

É muito interessante este teu artigo. É pena que alguns médicos vão à televisão debater e incentivar as pessoas a fazerem o rastreio do cancro e na prática tenham uma atitude completamente diferente. Era bom que se conseguisse meter na cabeça das pessoas, dos médicos especialmente, que a maior possibilidade de cura para o cancro está na sua despistagem atempada.
Eu andei 10 anos sem ir ao médico, porque me sentia bem. Um dia, comecei a ter problemas com uma pedra num rim e com a tensão arterial e passei a ter consultas e análises com regularidade mas, ao fim de 5 anos, não estava satisfeito com o médico, porque era difícil conseguir consulta e resolvi procurar outro que tivesse acordo com a ADSE.
Este novo médico, como não tinha o meu historial, mandou-me fazer exames de rotina e só quando li o relatório do RX, me veio há ideia que o outro, em 5 anos, nunca me mandou fazer tal coisa. Como não havia nada para comparar, fiz uma TAC que confirmou um nódulo no pulmão direito. Daí até à cirurgia, foram apenas 11 dias, porque no hospital ninguém arriscou uma espera que podia ser fatal. Uns meses podiam fazer a diferença entra a cura e a morte. Embora um primeiro diagnóstico, feito durante a cirurgia, tivesse levado o cirurgião a remover um lóbulo do pulmão, o que só por si indiciava o pior, só 5 semanas depois me confirmaram a malignidade. Se não fosse o acaso ter-me levado a descobrir tão cedo, provavelmente ainda continuaria a desenvolver-se até que um dia apresentasse sintomas e aí, para o cancro do pulmão, é sempre tarde de mais. Actualmente estou bem e com boas hipóteses de cura, confirmada pelos exames que faço regularmente. Mas deixa-me dizer-te que não é fácil viver com esta espada sobre a cabeça.
Bem, isto está outra vez a ficar longo, por isso fico por aqui.
Um beijinho e obrigado pela nina. Tenho de acrescentar o teu link.

kelly Cris disse...

Oi Aldora, que lindo post sobre as mulheres. E atradasada te parabenizo por ser uma mulher maravilhosa e sensível. Obrigada pela visita no blog entre amigos. Desejo a ti uma ótima sexta e se der passa no meu cantinho, postei um poema português, de Lisboa, amigos que faço na Net. Beijos e fica com Deus.

Percepção
kcfs.bigblogger.com.br