terça-feira, outubro 17, 2006



Sabão

Descobri estas receitas de sabão, que transcrevo após este breve comentário (já poucos se recordam ou nem sequer fazem ideia como eram e ainda são feitos os sabões), pois além de me trazerem algumas boas recordações da minha infância, também poderão esclarecer ou recordar alguns de como era bem diferente de hoje a lavagem da roupa. Trouxe-me à lembrança o ritual que era, a lavagem da roupa em casa da minha avó paterna há uns 50 anos atrás. Acontecia sempre num dia certo, havia um grande tanque no quintal (que mais parecia uma piscina para mim), à volta do qual as mulheres contratadas para esse efeito tinham, uma celha com três pés onde a roupa era ensaboada, esfregada e colocada ao sol, de vês em quando era molhada e voltava-se a esfregar, ainda hoje tenho saudades daqueles lençóis a cheirar a sabão azul e branco, as dobras dos ditos eram bem duras, pois eram passadas com goma para ficarem com as rendas todas direitinhas.

Dormir em casa da minha avó era como a lavagem da roupa, um ritual, tinha que beber um copo de leite antes de me deitar, colocar a dobra do lençol direita, fechar os olhos e dormir.


PRODUTOS DE LIMPEZA ECOLÓGICOS
Fonte: Centro Ecológico http://www.milenio.com.br/ifil/rcs/tecnologia/limpeza.htm#sabao

*
Alerta: Siga correctamente as proporções e orientações
das receitas. A soda cáustica deve ser manuseada com cuidado,
para não queimar as mãos (e outras partes do corpo) nem ser aspirada.


* * * * *
Muitas receitas foram desenvolvidas, testadas e aprovadas ao longo dos anos, principalmente pelas mulheres do meio rural. Procurando minimizar os impactos do uso de "produtos de limpeza" no meio ambiente e na saúde humana e também, porque não, economizar, buscou-se na memória destas mulheres, e em antigas anotações, receitas práticas, mais baratas e, o mais importante, que não colocam em risco a saúde de ninguém. Aí vão algumas.

SABÃO DE CINZA



5 Kg de Sebo
2,5 Kg de Cinzas
5 litros de Água
0,5 Kg de Soda Cáustica
Derreter o sebo em fogo lento até ficar uniforme. Ferver as cinzas juntamente com a água por 4 horas. Deixe a cinza assentar e use somente a água para juntar com o sebo. Mexer bem. Juntar devagar a soda, já fora do fogo, e mexer bem até dissolver. Colocar em formas.
A cinza tem um alto poder de branquear. Para clarear toalhas de prato, colocá-las de molho, ensaboadas, em um balde com uma "trouxinha" de cinzas. Lavar normalmente no dia seguinte.

SABÃO NEUTRO OU SABÃO DE ALCOOL

4 Kg de Gordura Animal
2 latas de Óleo de Soja
1 Kg de Soda
3 litros de Água morna
5 litros de Álcool
Derreter a gordura.
Acrescentar o óleo de soja
Esperar esfriar um pouco. Juntar o álcool, a soda (dissolvida em um pouco de água) e o restante da água.
Pode-se substituir as duas latas de óleo de soja por 1 Kg de gordura animal. O álcool pode ser substituído por cachaça. Não se deve usar vasilhas de alumínio.
A água que será utilizada no sabão pode ser suco ou chá das seguintes plantas: folha de mamão; raiz de guanxuma, eucalipto cidró, hortelã, bardana, tanchagem e babosa.


Se você quiser:

Sabão para limpeza (roupa, cozinha, etc.) use folha de mamão e raiz de guanxuma.
Sabão desinfectante para limpeza de utensílios (tachos, tarros, outros vasilhames, estrebaria, etc.), use: eucalipto cidró, hortelã, própolis (2 colheres de tintura).
Pode também ser usado como sabonete:
• Sabão medicinal para queda de cabelo e problemas de pele, use: bardana e calêndula
• Escurecer cabelo, use: babosa
• Clarear cabelo, use: camomila
• Para uso diário na higiene pessoal, escolha entre: babosa, própolis, bardana, camomila ou tanchagem
Você pode também fazer esta receita e depois juntar 500gr do sabão pronto ralado com 1/2 copo de suco de uma destas plantas, levar ao fogo até derreter, colocar em forma, deixar esfriar e cortar em pedacinhos.

26 comentários:

Sandra e Marie disse...

Oi!Viemos agradecer sua carinhosa visita e comentário lá no Clube.Agradecemos também a honra de sermos destaque neste lindo blog.Muito obrigada mesmo,estamos felizes e já postamos,com muita alegria.Volte sempre.Oferecemos nosso novo award,com carinho.Boa semana.Bjs.

P@tty disse...

Oi minha linda!!!!
Nossa...o tempo tem escorrido pelos meus dedos.Quando vou dar conta já é noite,hora de jantar e tratar do Diogo para dormir e aí quando vou ver...já era do patrão chegar,hehehehe!!!
Quando trabalhava parecia que tinha mais tempo para mim,apesar da correria.Espero poder arranjar qualquer coisa...ano novo, vida nova!Hehehehe!!
Por aqui estamos bem,esse tempinho está uma porcaria não é?Nem chove e nem faz sol,nem frio,nem calor,aff!!
Espero que esteja tudo bem por aí,adorei seu post,você está ficar uma expert em posts.
Mil beijinhos e fica bem.

José S. disse...

Olá! Então hoje temos sabão, que é para lavar as más línguas eheheh. Ainda deve ser viva uma antiga colega de trabalho, natural de Alcoutim, que continuava a fazer como na casa da sua avó. Com o resto do azeite e borras do ano anterior, fazia sabão com uma receita parecida com a tua.
Parece mentira como há tão pouco tempo, nas aldeias, as pessoas aprendiam a fazer tudo o que era necessário em casa. Essa senhora foi criada na aldeia até casar e a avó tecia a lã das próprias ovelhas e com ela fazia as roupas de inverno. Fazia o dito sabão. Fazia lixívia com alguns químicos e com cinza de aloendro (aqueles arbusto que plantam nas auto-estradas) e o azeite era feito manualmente, com as azeitonas moídas com uma pedra. Nos anos oitenta, numa época em que as cooperativas davam pouco pela azeitona, deu-se ao trabalho de trazer a azeitona numa carrinha velha, que era o carro de família, e fez o azeite em casa, ali para os lados de Loures. Hoje já ninguém se dá ao trabalho de aprender nada porque se compra tudo feito mas acho que essas pessoas, embora rudes, tinham uma vida algo interessante. E, facto curioso, não tinham necessidade de "morangos com açúcar" nem da "foleira & bela" (floribela).
Beijinho.

Fernanda disse...

Nossa! Muito lindo o seu blog... eu simplesmente amei! Muito criativo...
beijos

clara jorge grandini disse...

Boa noite amiga ALDORA é sempre um prazer adentrar tua belíssíma casa está show amiga ,amei agora que historia maravilhosa essa tua de sua vovó,pena eu não ter tido esta oportunidade de conhecimentomas tive uma maravilhosa avó e at´´e bisavó com a graça de deus mulheres fortes e apaixonadas por seus maridos qualquer dia te conto é ilário ~´te -+ 68 anos meus avós discutiam por ciumes pura verdade,acho lindo maravilhoso ,sabe amiga amo seus e- msil ,agora me deu uma saudades de meus avós e de minha mãe,mas sei que estão a olhar por mim e agora tenho que olhar pelos meus filhos marido genro noras filha e logo mais em fevereiro minha neta BRUNA TO BABANDO..... AMIGA DESEJOLHES UMA QUARTA MARAVILHOSA COM TODA ESTA LUZ QUE VOCE NOS EMANA DA AMIGA COM CARINHO BIG BEIJINHOS CLARA.

kika disse...

ooiee bom dia, encontrei o seu blog através da querida Patty, e amei demaissss ese cantinho, parabéns...
beijos grandes
kika

bitu disse...

Que boa surpresa amiga! Obrigada pelo destaque. Quanto ao post, desconhecia a receita deste sabão...quem sabe se um dia não experimentarei....
Beijokitas e resto semana repleta coisas boas

P@tty disse...

A M I G A!!!•*´¨`*•.¸
( `•.¸ Com muito carinho lhe desejo
`•.¸ ) Que a cada amanhecer
( `•.¸ raios de sol penetrem em sua alma
`•.¸ ) enchendo-a de paz e certeza
( `•.¸ que a vida é feita de Esperança!
`•.¸ ) Pois a cada manhã temos a chance
( `•.¸ e a oportunidade de um recomeçar!
`•.¸ ) Que seus sonhos sejam realizados
( `•.¸ seus ideais sempre prezervados
`•.¸ ) e um toc toc bata em sua porta
( `•.¸ trazendo como o presente
`•.¸ ) “A SUA FELICIDADE"
( `•.¸ Bjus!
*´¨`*•.¸¸Adoro Você!!!

Duda disse...

A amizade duplica as alegrias e divide as tristezas.beijocas

collybry disse...

Ummm que beleza de dicas amiga...
voltarei com mais tempo para ler tudinho e aprender, o meu bem haja pela partilha, meu esvoaçar num doce olhar_________________Cõllybry

www.divagandoefalando.zip.net disse...

OI miguxinh nossa fiquei super feliz com seu recadinho. Saiba que é sempre bem vinda no meu cantinho.
Obrigada pela visitinha, seu cantinho é lindinho d+ :-))))

Beijinhos 1000
Cris

-=tëtê=- disse...

Eita... eu nem imaginava como se fazia sabão! Eu já tentei fazer amaciante de roupas, mas deu muito trabalho e ficou mais caro do que o industrializado... Não valeu a pena! Suas recordações me fizeram recordar minha avó. Tínhamos que ajoelhar ao lado da cama para rezar ao Anjo da Guarda. Isso, claro, depois do copo de leite morninho com caramelo! Igual a avó não tem ninguém, né? Bjks Tetê

Regina disse...

Bom diaaaaaa Aldorinha do meu coração!
Haaa minha avó também fazia sabão. Era de abacate e muito cheiroso. Mas pelo trabalhão que ela tinha, eu a via mexendo o tacho por muitas horas, prefiro comprar pronto, rsrs
Obrigada pelo mimo, adoro todos que vc me deixa.
Bom restinho de semana.
Beijos estaladinhos nas bochechas.
Regina

GATO ESCALDADO disse...

Dá uma sensação de frescura este post sobre o sabão!Não se pode dizer que seja muito prático hoje em dia pôrmo-nos a fabricar sabão,mas que é mais saudável e ecológico,lá isso é.Nunca o sabão provocou alergias como os detergentes que como diz a publicidade "lavam mais branco",mas em contrapartida deixam as mãos mais vermelhas e cheias de borbulhagem.Beijocas

Castor (moi-je...ehe, ehe) disse...

Era uma vez um sabão que tinha a mania que sabia mais do que os outros sabões. Dizia ele que a sua marca era a melhor marca de todas as marcas que eram conhecidas. A marca era Sócrates. Moral da história: todos os sabões acabam em espuma e vão pelo ralo abaixo. Disse. CHUAC!

José S. disse...

Olá Aldora! Fiquei curioso com essa do "não te tratar por tu" e vim verificar. Acho que te enganaste eheheh.
Vou para o beco mas só depois de jantar, até porque a princesa está a dar aulas (faço figas, todos os dias, para que não seja agredida pela "cambada" que lhe calhou) e só regressa mais tarde. E a "bagagem" está pronta desde a semana passada, porque não fomos.
Deve ser um santo, o teu "Sultão" eheheh. Já não é fácil aturar três, agora imagina seis eheheh. estou a brincar. Acho que não conseguia viver sem estas três "pestinhas", embora às vezes me dê vontade de lhes dar uns valentes açoites eheheh.
Beijinho e bom fim de semana.
(tinhas falado, há tempos, na saúde do teu "Sultão", que não andava muito bem. Espero que esteja melhor.)

Ventor disse...

Que giro! O Quico chamou-me porque não percebe nada disto! Diz que estas coisas são comigo, como se eu fosse um especialista. Ainda se fosse para comer cagordos ou castanhas assadas e beber água-pé!? Mas recordo-me muito bem do sabão azul e branco. Ele era champoo, era tudo que a gente precisava. Na minha terra as mulheres lavavam no rio e a água corria sempre. Hoje lavam em máquinas e só excepcionalmente vão ao rio! Até elas são mais doentes! Com o sabão azul e branco as trutas sobreviviam, as águas ficavam límpidas. Mais tarde apareceram as lixívias e outros detergentes, e tudo acabou! Acabaram as trutas, as rãs, as cobras d'água, os melros d'água, as touperias d'água e sei lá que mais. Os animais continuam a beber água no rio e não sei se continuam saudáveis como outrora. Se calhar comemos bifes contaminados pelo progresso!
Mas eu estou como o Quico, cada vez percebo menos de tudo isto! Bjs.

Betty blue disse...

Olá! hoje que descobri teu blog lá no Melhor Idade.Sensacional, super variado. Aparece lá no meu cantinho...beijos azuis

Elke disse...

Oi querida, tudo bem?
Minha mãe me conta que quando era pequena minha avó também fazia sabão. E ela se lembra da avó dela fazendo também. Adoro ouvir essas histórias que minha mãe e meu pai contam. Tem tantos detalhes que consigo até imaginar o cheiro do sabão :)
Bjs grandes pra vc e tenha um maravilhso fim de semana :)

Filipe Freitas disse...

Boas receitas para fazer sabão !...
Tens razão: que bom era aquele cheirinho a sabão da roupa ao sol a "corar" para ficar muito branquinha....
Outros tempos !...
Agora é máquina de lavar, produtos que às vezes até fazem alergias...
E quando a máquina avariar, chamar um técnico e gastar uns bons euros !
Bom fim de semana.
Beijinhos.

Papoila disse...

Olá Aldora:
Hoje vim aqui recordar o cheiro bom da roupa lavada e "corada" ao Sol... e depois engomada a ferro de carvão... que saudades...
Tenho tido problemas com o PC depois da trovoada e por isso tem sido dificil comentar
Beijo

Fernanda disse...

Olá! Obrigada por me visitar!
Tenha um fim de semana maravilhoso.
beijos grande!

Luisa disse...

Muito úteis estas receitas. Também me lembro do ritual do lavar a roupa antes das máquinas. Um trabalhão. Na minha terra havia também quem corasse a roupa ao luar. Diziam que era a melhor maneira de tirar as nódoas!!!

P@tty disse...

.....................·:::::· ........
......¸,.·´¨`·.( -.- ).·´¨`·.,¸
......¨`·--·-¨( ")(" )¨-·--·´¨
¸.·´ Todos os dias olhamos pro céu
( `·.¸ em busca do nosso anjo da guarda..
`·.¸ )E esquecemos que ao nosso redor
(.·´*´¨) já está cheio deles...
¸.·´·*´.·*
¸.·´¸·*´.·* São anjinhos sem asas que
¸·´¸.*´¨¸.·*¨ chamamos de AMIGOS..!
¸.´¸.*´¨) ¸.·*¨)
¸.·´¸.·*´¨ ¸..·*¨)BOM FIM DE SEMANA!!!

# Estou convidando você para uma batata
quente,passa lá no meu bloguinho ok?

kika disse...

ooiee querida, fiquei muito feliz com a tua visita no meu cantinho, muito obrigada pela força na petição das focas..realmente é algo inexplicável :(
te deixo um beijo grande e excelente final de semana
kika

Samara Angel disse...

oi minha querida amiga,vim deixar um carinho meu abraço e um lindo fim de semana repleto de paz e lua em sua vida,muitas energias positivas ,bjssss