sexta-feira, maio 11, 2007


Foi dia da mãe mas as mães são mães todos os dias 24 horas por dia por isso vai sempre a tempo este texto que me enviaram, que faz muito sentido,
quando é muito mais simples ser mãe sem levantar problemas aos filhos.
Esse texto comovente e realista foi publicado recentemente por ocasião da morte estúpida de Tarcila Gusmão e Maria Eduarda Dourado, ambas de 16 anos, em Maracaípe-Porto de Galinhas. Depois de 13 dias desaparecidas, as mães revelaram desconhecer os proprietários da casa onde as filhas tinham ido curtir o fim de semana. A tragédia abalou a opinião pública e o crime permanece sem respostas. Vale a pena ler e refletir até onde pode ir a liberdade de um adolescente.




MÃES MÁS


Dr. Carlos Hecktheuer, Médico Psiquiatra.

Um dia quando meus filhos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e as mães, eu hei de dizer-lhes:

- Eu os amei o suficiente para ter perguntado aonde vão, com quem vão e a que horas regressarão.

Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio e fazer com que vocês soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia.

Eu os amei o suficiente para os fazer pagar as balas que tiraram do supermercado ou revistas do jornaleiro, e os fazer dizer ao dono: " Nós pegamos isto ontem e queríamos pagar".

Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé junto de vocês, duas horas, enquanto limpavam o seu quarto, tarefa que eu teria feito em 15 minutos.

Eu os amei o suficiente para os deixar ver além do amor que eu sentia por vocês, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.

Eu os amei o suficiente para os deixar assumir a responsabilidade das suas ações, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.

Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para dizer-lhes não, quando eu sabia que vocês poderiam me odiar por isso (e em momentos até odiaram).

Essas eram as mais difíceis batalhas de todas.

Estou contente, venci... Porque no final vocês venceram também!

E em qualquer dia, quando meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e as mães; quando eles lhes perguntarem se sua mãe era má, meus filhos vão lhes dizer:

"Sim, nossa mãe era má. Era a mãe mais má do mundo...".

- As outras crianças comiam doces no café e nós tínhamos que comer cereais, ovos e torradas.

- As outras crianças bebiam refrigerante e comiam batatas fritas e sorvete no almoço e nós tínhamos que comer arroz, feijão, carne, legumes e frutas.

E ela nos obrigava a jantar à mesa, bem diferente das outras mães que deixavam seus filhos comerem vendo televisão.


Ela insistia em saber onde estávamos à toda hora (tocava nosso telemóvel de madrugada e "fuçava" nos nossos e-mails). Era quase uma prisão.

Mãe tinha que saber quem eram nossos amigos e o que nós fazíamos com eles. Insistia que lhe disséssemos com quem íamos sair, mesmo que demorássemos apenas uma hora ou menos. Nós tínhamos vergonha de admitir, mas ela "violava as leis do trabalho infantil". Nós tínhamos que tirar a louça da mesa, arrumar nossas bagunças, esvaziar o lixo e fazer todo esse tipo de trabalho que achávamos cruéis.

Eu acho que ela nem dormia à noite, pensando em coisas para nos mandar fazer.

Ela insistia sempre conosco para que lhe disséssemos sempre a verdade e apenas a verdade. E quando éramos adolescentes, ela conseguia até ler os nossos pensamentos.

A nossa vida era mesmo chata. Ela não deixava os nossos amigos tocarem a buzina para que saíssemos; tinham que subir, bater à porta, para ela os conhecer.

Enquanto todos podiam voltar tarde da noite com 12 anos, tivemos que esperar pelos 16 para chegar um pouco mais tarde, e aquela chata levantava para saber se a festa foi boa (só para ver como estávamos ao voltar).

Por causa de nossa mãe, nós perdemos imensas experiências na adolescência:

Nenhum de nós esteve envolvido com drogas, em roubo, em atos de vandalismo, em violação de propriedade, nem fomos presos por nenhum crime. FOI TUDO POR CAUSA DELA.

Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos a fazer o nosso melhor para sermos "PAIS MAUS", como minha mãe foi.


EU ACHO QUE ESTE É UM DOS MALES DO MUNDO DE HOJE: NÃO HÁ SUFICIENTES MÃES MÁS!

MÃES, QUE SÃO A EXPRESSÃO DO VERDADEIRO AMOR!!!




Deixo aqui uma jovem que escreve poesia muito bonita vale a pena ir até, ao blog dela e ler, do lado direito do blog dela tem as poesia que ela mais gosta, eu fiquei encantada com a sensibilidade de sua poesia












Clica na imagem para conheceres Carolina Salcides

18 comentários:

Praia da Claridade disse...

Um texto para reflectir, é verdade !
Aldora: espero que tenhas tido um bonito Dia da Mãe, mas como dizes e muito bem, "as mães são mães todos os dias 24 horas por dia".
Um bom fim de semana.
Beijinhos
Filipe.

smareis disse...

Oi querida amiga! Muito bom seu texto. Passando para agradecer a amizade, o carinho, e te desejar um lindo fim de semana. Que este dia possa lhe trazer momentos de fé e de esperança. Que você possa fazer deste dia... todos os dias da sua vida. Que a paz possa reinar... eternamente em seu coração... Deixando que a alegria... se manifeste em todos os momentos São os meus sinceros votos nesse dia das Mães "FELIZ DIA DA MÂES"! Fiz um presentinho simples mais de coração está no menu do blog, ou nessa pagina aqui. http://smarieis.vilabol.uol.com.br/Felizdiadasmaes.html Beijos no coração!

nadja disse...

OLÊ OLÊ !!!!
Feliz dia das mães pituquinha!!!!
............%@.@%
....%@.@@@@ @%
....@@%@..!!....@@@
...%@.@@..!!@%..//@%
....@@.. %@@.//.@@
..%@%@.@!!@%//@%
......#@@..!!@@/@@
...###.!!.!!//###
......##.(-------)##
...........(..........)
..........(............)
.........(......?......)
........(................)
.......(..................)
........(_________)
Trouxe estas flores para te alegrar E Te desejAR um ótimo fds!!!!!
B-JUSSSSSSSSSSSS

maripossa disse...

Amiga Aldora,parabéns pelo dia da mãe!..Mas como dizes todos os dias são nossos,as verdadeiras,como dizes neste texto que li e reli,me vejo um pouco nele,pois a minha Mãe que Deus tem,não deixava nenhuma filha sair de cas sem fazer os seu afazeres,domésticos e hoje e sempre agradeçi o seu ensino,e como dizes e bem temos de estar alerta,pois os dias são complicados,com tanta fera á solta para dar cabo da vida de uma jovem?
Amiga Aldora beijinho fica bem amiga.
Maria Elisa

Zé (do beco) disse...

Olá Aldora.
Pois é no que dá ter pais maus. É, realmente, uma chatice mas mais tarde vale a pena.
Ainda hoje me "penitencio" por tanto mal que fizemos (eu e a mãe) à nossa filha. Se calhar é por isso que ela não tem vergonha de sair com os pais (é ela que me convida a sair) e é uma pessoa responsável (às vezes até demais) e honesta que dá muito valor às pessoas por serem apenas pessoas. Acho que o Mundo está a sofrer uma enorme crise de identidade onde já ninguém sabe que é quem. Os pais demitiram-se do cargo de serem pais porque é mais fácil ir para a cama sem ter uma discussão séria com a vida. A vida tem de ser discutida, posta em causa todos os dias, porque ninguém é dono da razão e ninguém nasce ensinado.
Bom texto.
Beijos.

sonia alves disse...

oi minha bonequinha linda estive a ler e a reler o seu post e me fez chorar porque meus pais eram assim exactamente ,me marcavam sempre hora para chegar a casa se bem que eu era raro sair ,antes de ir para a escola tinha que ter os pratos lavados minha cama feita e tudo mais meus pais sempre me deram uma educacao muito rigida miha mae sempre foi uma MAE 24 horas por dia ,alias todas as maes sao maes 24 horas por dias ,mas atencao so as boas maes ,porque hoje em dia ja se ve muita gente que nem mereciam ser maes mas isso e uma outra conversa e tinha panos para mangas ,minha linda quero agradecer por se ter lembrado de mim quando ao psp ,mas neste momento nao tenho tempo para fazer aulinhas infelizmente ,quase nao tenho tempo para visitar as minhas amiguinhas ,mas linda acredite eu nunca me esqueco de voce ,voce ja esta no meu coracao ,ainda bem que gostou do meu cantinho pena que nao deixou comentario snif ofereco a voce o meu novo award e minha linda eu adoro voce ,uma optima semaninha ,beijokas milll e feliz dia da mae ja atrasadinhos

Regina disse...

Querida Aldora.
Obrigada pelo carinho que deixou no meu blog. Espero que tenha tido um dia das mães tão especial quanto o meu. Passei metade do dia com minha mãe e a outra metade com minhas filhas, é muito bom estar junto de quem amamos. Então sua avó se chamava Julia? Minha mãe também, esse nome deve ser de pessoas especiais.
Que tenhamos uma semaninha abençoada e cheia de alegrias.
Um beijo carinhoso
Regina

paty disse...

é lindo
Encontrar o caminho
Nao sentir-se sozinho
Ter sempre uma chama
No caminho encontrado
Sentir ao nosso lado
Sempre alguém que nos adora

Drika disse...

Oi amiga...obrigada por sempre passar nos extras e elogiar...isto é que faz a gente continuar...beijinhos no seu coração...:o)

smareis disse...

Oi querida!
Vim deixar um beijo e agradecer pelo carinho da amizade e te desejar uma otima quinta-feira cheia de muitas coisas realizadas, e que seu final de semana seja muito especial. Um beijo no coração!

paty disse...

ola passando neste bloquinho lindo!
para desejar um bom fim semana
cheio de amor paz e muita saudinha
beijocas paty

bitu disse...

Vim de visita para ler as tuas letritas e desejar um excelente domingo. Tenho andado meio desaparecida porque o pc pifou e o tempo anda escasso.

beijinho terno e bom domingo

collybry disse...

tEXTO MAGNIFICO AMIGA, PARA PENSAR E REFLETIR...e neste dia que tambem é dia da Mãe, mei beijo te deixo,

P@tty disse...

• Oi...
Faça da sua vida um jogo de Vôlei:

• Saque a felicidade
• Corte as dificuldades
• Bloqueie o sofrimento
• Dê um toque na alegria
• Uma manchete no amor
• Faça um ponto na vida
• e tenha a certeza que eu
• estarei na arquibancada,
• TORCENDO POR VOCÊ!

Tenha uma ótima semana!!!...
Beijocas
• • • • • • • • • •

nadja disse...

Só passei pra te deixar um Abraço ...
Upa lelêeeeeeeeeeeeeeeeeeee
         . - .     _
      _ . / . - )   ( ` \\
  . - - . “     “ . . “   ` “ . _
  | C      e _ /        `\\
  “ - .    e / o \\ _a     , _ /
    |     \\ _u/ o\\a    |
    \\ .     \\ / _/ . - . __ /
     . ; . “ - . . . - “   \\  \\ “ - .
   . “  \\      . “   /   “ .
  /     “ - - . - - “..    /     \\
  |       \\ __ . . - “ `“      |)
..  (|.        |  \\       / - .
   \\  __     /    “ . ““ - . __ . “   \\
   ; `  ` \\ - - ;    |   \\ “.  / ` |
   |.    “|   |    |    |  \\ \\ _ ;
   |     \\ ) ) )   /“““   |   “ . _/
   \\   ) ) ) “ “`   ( ( (  /
    `“ “ “`       `“ “ “ `
...Com muito carinho e desejar uma ótima semaninha
postei umas tetéias no atelier passa lá!!!!
http://atelierbynadja.blogger.com.br/

Papoila disse...

Querida Aldora:
Belo texto! Sabes parece-me que fui "má" mãe tão "má" que agora que sou avó vejo os meus "maus" comportamentos reflectidos na minha filha em relação a meu neto.
:). Como avó agora ouço as suas confidências... e para mim penso abençoada "maldade"... :)
Desculpa a ausência.
Beijo

Rosângela disse...

Olá minha amiga Aldora!!! Muito obrigada pela visita e volte sempre tá pois sempre será bem vinda. Amei o seu blog!!!
Bjs amiga Rô

collybry disse...

Hoje continua sendo, não é mesmo, meu doce beijo deixo______