terça-feira, fevereiro 05, 2008

Para que o meu blog não deixe as datas principais do calendário esquecidas




O Carnaval Antigamente visto por mim
As raparigas solteiras passeavam, pelas ruas da aldeia, pois os rapazes corriam atrás delas para as farruscar com carvão.Os rapazes sujavam as mãos com carvão, e, lá iam eles todos contentes, a farruscar a cara das meninas.
As casas não eram fechadas com chave. Então os rapazes abriam as portas e deitavam caqueiradas (cacos velhos, farinha e latas) para dentro das casas. Punham gordura com farinha nas portas. Ficava tudo sujo e engordurado. Deitavam ovos podres ficando as ruas muito sujas
As raparigas mais ricas não se misturavam muito com os rapazes e passeavam em carroças enfeitas com flores feitas de papel de seda. As raparigas mascaravam-se com fatos regionais do Minho ou vestiam-se de espanholas, ou ainda com fatos dos pais ou dos irmãos, faziam bigodes com carvão e punham almofadas no rabo, lenços e chapéus na cabeça, para que ninguém as reconhecesse.
Atiravam saquinhos cheios de areia umas ás outras.
Os homens vestiam-se com fatos das mães e das irmãs. E fingiam ser viúvas ou matronas
Aproveitavam esta época de Carnaval para fazerem partidas a outros, sem que ninguém ficasse zangado.

Enfeitavam também os burros e as carroças.
Juntavam-se muitas pessoas mascaradas que se passeavam nas ruas da aldeia.
Normalmente passeava-se onde havias mais pessoas, junto à igreja e tabernas.
No final da tarde tinham que lavar as casas, e, de seguida, iam jantar.
O dia terminava com um grande baile, os bailes eram uma forma de começarem namoros. Quase que sempre estavam lá todas as pessoas da aldeia. As raparigas solteiras não podiam ir ao baile sozinhas, tinham que ser acompanhadas pela mãe ou alguém casado para as acompanhar.
Era um dia bem passado e muito divertido e com abertura de maiores libertinagens entre os jovens. Na quarta-feira era feito o enterro do Entrudo fingindo levar o morto iam gritando as crepideiras, piadas aos governantes ou a alguém da terra e assim terminava o Carnaval.

18 comentários:

Praia da Claridade disse...

Aldora: gostei de ler tudo o que aqui relatas sobre como era o Carnaval há uns tempos atrás. Haviam situações engraçadas, outras que não agradavam muito, como aquela de atirar cacos velhos para dentro das casas... Tudo muito diferente e que até nos deixam saudades em comparação com o que se passa actualmente...
Bom fim de semana.
Beijinhos

Anónimo disse...

Olá,

Passei para conferir as novidades, matar as saudades e convidar para a festa de 2 anos do meu espaço. Você faz parte desta história.

Um lindofinal de semana e paz.

Smack!

Edimar Suely
edi_suely.blig.ig.com.br

Anónimo disse...

Estimados amigos/as:
Por motivos pessoais, em nada relacionados com saúde, decidi encerrar o meu blog.
Compreendo hoje que, levado pela emoção de um momento menos bom, foi uma decisão precipitada, mas por vezes é preferível uma decisão menos acertada ao arrastamento de problemas por uma decisão eternamente adiada.
Como devem ter percebido, ou talvez não, sou uma pessoa impulsiva, levada muitas vezes a situações irreversíveis. O coração ao pé da boca tem-me pregado algumas partidas, no entanto raramente encontro motivos de arrependimento dos meus actos. Não gosto de adiar por muito tempo aquilo que tenho de fazer, mesmo que não haja maneira de voltar atrás. E depois, foi só um blog acabado, mais um capítulo encerrado para logo se abrir outro e com toda esta inconstância que me caracteriza, não se espantem se dentro de algum tempo o meu fantasma voltar a vaguear pela internet.
Para já está decidido que, mesmo sem blog, não vou deixar de fazer visitas, especialmente a pessoas que, incondicionalmente e sem quase me conheceram, me apoiaram em momentos de fraqueza, momentos que têm sido mais frequentes do que era desejado. Mas, compreendam, por vezes torna-se tão difícil controlar os sentimentos que o coração acaba falando mais alto do que a razão e acabamos a dizer mais disparates do que é socialmente desejável. Nessa situação, que já por mais de uma vez atingi, é tempo de fazer uma paragem para respirar e fazer um balanço. Perguntarmo-nos se aquilo que andamos a fazer é algo que valha a pena ou se não servirá, apenas, para aumentar a dor que tentávamos aliviar. Não devemos evitar morrer da doença para vir a morrer da cura e sinto que era isso que me estava a acontecer.
A todos o meu muito obrigado e desculpem se alguma vez vos desiludi.
J. Serra (Zé do beco).

Agulheta disse...

Amiga Aldora.Olha confesso!que ando arredia deste blog,pois vim aqui algumas vezes e não dei por nada,hoje vim visitar alguns amigos e vejo que escreveste algo sobre o carnaval,é verdade costumes antigos que se vão perdendo no tempo,até metiam farinha na boca da gente os rapazes... vejo igualmente que festejaste anos de casada,parabéns e tudo de bom desejo.
Beijinho fica bem Lisa

angel disse...

¸.•*¨) *•.¸?.•*¨)
(¸.•´ ?(¸.•*´*•*´*•.¸?.•*¨)
// (¸.•´

Amigos são como o vento...
É impossível prendê-los entre as mãos...
Eles às vezes têm outra direção,
Um caminho que não é o nosso...
As vezes "furacão", invadindo nossas vidas...
As vezes "brisa", acariciando nossa alma.
As vezes perto, as vezes longe...
Mas eternamente em nosso coração.
*•*´) ??
?? ¸.´¸..*´)*´) //

Beth Tosin disse...

Aldora querida,que cantinho encantador!!
Amei vir aqui,amei sua visita,fiquei um tempão aqui ouvindo o som e lendo seus textos!!
Amei viu
Obrigada
beijos

Susana disse...

Olá minha linda... ainda estás a pular carnaval???
hehehhe! Brincadeirinha!!!
Estive afastada uns tempos por motivos familiares, mas agora estou de volta!!!
Beijo grande no teu coraçãozinho!!!

oteudoceolhar disse...

Minha querida menina dos gatinhos, passei rapidinhos os olhos pelas imagens e pelas palavras, e como sempre continuas a ter o condão de fazer coisas tão lindas... Li "quando casei sonhova com um futuro diferente" creio que era algo assim...ai minha querida ao que parece hj nem é preciso casar, sonhamos com um futuro que muita das vezes se adivinha tão diferente, ainda assim quem me dera que o meu sonho de casar se realize :) quem sabe no leva o meu Tomazito as alianças:) é verdade que já esteve bem mais longe ;)...Minha querida espero que estejas bem, as tuas menias e os teus gatinhos. Um beijinho do Tomás e uma beijo meu n´oteudoceolhar ***

P@tty disse...

o.__.o.__.o.__.o.__.o.__.o.__.o.__.o.__.o
As vezes nossa vida é abençoada por
pessoas tão especiais, que nos tornamos
mais felizes só porque um dia tivemos a
chance de conhecê-las.
Receba muitos beijinhos e votos de
um ótimo fim de semana!
o.__.o.__.o.__.o.__.o.__.o.__.o.__.o.

Quico disse...

Afinal andas aqui! Estava com saudades tuas. O ventor disse-me que íamos perder mais uma amiga!
Pelo menos foi o que ele percebeu!
Mas afinal ainda deu para vires brincar ao carnaval. O Ventor também me fala dos tempos de antigamente e me diz que a malta de agora não sabe brincar. Só pensam em boites ou boates ou ... nem sei como estas coisas se chamam!
Ainda bem que passei por cá. Bjs.

P@tty disse...

Oiee!!Vim deixar-te um poema lindo,
um super beijinho e meu selinho da
Paz, é só passar no blog e levar.
Beijokas

"Perguntei a um sábio ,
a diferença que havia
entre amor e amizade,
ele me disse essa verdade...
O Amor é mais sensível,
a Amizade mais segura.
O Amor nos dá asas ,
a Amizade o chão.
No Amor há mais carinho,
na Amizade compreensão.
O Amor é plantado
e com carinho cultivado,
a Amizade vem faceira,
e com troca de alegria e tristeza,
torna-se uma grande e querida
companheira.
Mas quando o Amor é sincero
ele vem com um grande amigo,
e quando a Amizade é concreta,
ela é cheia de amor e carinho.
Quando se tem um amigo
ou uma grande paixão,
ambos sentimentos coexistem
dentro do seu coração."
William Shakespeare

Rita kuester disse...

www.anjinhosdeluz.zip.net
Ola Aldora...
fiquei muito feliz por receber notias suas,é sempre muito bom quando velhos amigos a tanto ausente,retornam e nos enchem de alegria com suas palavras.obrigado por esse presente.
Beijos da amiga
Rita Kuester

Quico disse...

Pois não, Aldora. A doença não escolhe mesmo as idades. O Ventor tem um amigo a morrer e uma moça, cheia de juventude esá com uma doença muito má com trita e poucos anos. A vidae feita de alegrias e tristezas que se vão contrapondo e substituindo sempre. Mas o Ventor diz-me que os humanos têm de ter sempre esperança e sempre fé. Se tiverem fé, o Senhor da Esfera poderá dar uma ajudinha. E eu espero que seja assim, que te dê uma ajudinha a ti, ao teu marido e à tua família. Fico aqui à espera que as noti´cias que me deres, sejam as melhores. Também essa esperança fica comigo. Vai aparecendo sempre que possas. Bjs.

jucimara e itay disse...

ixe! carnaval está completamente mudado né amiga kkkk beijinhos para vc

Magiagifs disse...

Oieeee mocinha...tudo bem com vc?....eu ando meio sumida....qdo voltei de férias

tive alguns contratempos e ainda estou me ajeitando...hehehehe....tanto na vida

real, qto na vida virtual, mas naum esqueço de ninguém...e logo estarei com mais

frequencia por aki ....quero agredecer o carinho pelo magia,isso me deixa mto feliz e me dá forças!!Obrigada!!
Fica com Deus e em breve espero estar mais na ativa.
**Tudo será um recomeço, dizem que tudo será igual , pode até ser, mas cada

segundo temos a chance de mudar tudo! **
Beijinhus
Magiagifs(Li)

P@tty disse...

Psiu...
Você mesmo, que está aí olhando...
Que tal uma paradinha para refletir... e refletir sobre você ...
Pensar em tudo de bom que existe aí dentro desse coração!
Saiba que você é uma pessoa maravilhosa, capaz de fazer muita coisa boa, útil e expressiva, e que no seu coração estão guardadas coragem e confianças suficientes para realizar seus desejos.
Mas não se esqueça, de buscar em cada minuto de seus dias, motivos de alegria e esperança, não se importando com as situações adversas que aparecem.
Você deve escolher ser feliz e tornar isso possível, com pensamentos positivos, não perdendo nunca o entusiasmo pela vida e pelo amor, mas principalmente, tendo a certeza de que Deus sempre abençoa quem ama e quem faz da vida um prazer.
Um fim de semana maravilhoso com muita Paz para você!
SAUDADES!!!!!!!!!!

Ivan disse...

OBS.:
Sim, sou eu, o Ivan.

Estou com dois novos cantinhos. Minhas investidas para a volta ao universo blogueiro e, espero, melhor permanência. Se eu ainda puder ter a honra de sua partilha, apareça.

Http://momentosnossos.zip.net
Http://palavras-ivan.blogspot.com

Anónimo disse...

Foi muito giro e bom o que voce escreveu! tenho apenas 15 anos e gostava que o mundo voltasse a ser como era! Adoro as historias que a minha mae e minha aavÔ Parcia que as coisas antigamente tinham mais graça agorra é so tarados e descarados (as)! As raparigas de hoje nao podem ver um rapaz k ficam malucas! antigamente os rapaz é que tinham que andar atras das raparigas!!!